Volkswagen desenvolve protótipos da Skoda no Brasil

A Skoda, fabricante de automóveis da República Tcheca, ganhou alguns projetos automotivos desenvolvidos no Brasil. A Volkswagen, proprietária da marca europeia, mobilizou equipes nas fábricas de São Bernardo do Campo (SP) e São José dos Pinhais (PR) para criar protótipos de modelos que serão vendidos apenas no exterior.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Baseado na Estratégia Modular MQB, o trabalho, que teve início no final de 2018, envolveu diferentes áreas da empresa, como manufatura, qualidade e logística central das fábricas. A iniciativa resultou na construção de veículos (nomes de modelos não foram divulgados), carrocerias e plataformas, em grande parte com direção Right Hand Drive (Direção do Lado Direito).

Durante o a construção do projeto a área de Engenharia de Protótipos fez uso de equipamentos de realidade aumentada, que ajudam a deixar os processos mais eficientes. Com a aplicação dessa tecnologia, foi possível verificar 100% das carrocerias, garantindo que as correções fossem feitas de forma rápida e com alto nível de qualidade.

LEIA MAIS: Lexus oferece garantia de cinco anos para a linha zero quilômetro
Mais vendidos: VW T-Cross surpreende e tira Chevrolet Onix da ponta

Carros relançados

Na galeria, veja modelos que foram descontinuados e voltaram ao mercado após algum tempo.

Chevrolet Camaro (1966-2002 / 2009 - atual): o muscle car foi fabricado por mais de 30 anos consecutivos. Porém, o fraco desempenho em vendas da quarta geração do modelo fez com que ele saísse de linha em 2002. Ele só voltou em 2009, quando a quinta geração foi lançada com visual retrô e mais próximo ao do primeiro modelo |Foto: Divulgação/Chevrolet more
Chevrolet Camaro (1966-2002 / 2009 - atual): o muscle car foi fabricado por mais de 30 anos consecutivos. Porém, o fraco desempenho em vendas da quarta geração do modelo fez com que ele saísse de linha em 2002. Ele só voltou em 2009, quando a quinta geração foi lançada com visual retrô e mais próximo ao do primeiro modelo |Foto: Divulgação/Chevrolet more
Chevrolet Camaro (1966-2002 / 2009 - atual): o muscle car foi fabricado por mais de 30 anos consecutivos. Porém, o fraco desempenho em vendas da quarta geração do modelo fez com que ele saísse de linha em 2002. Ele só voltou em 2009, quando a quinta geração foi lançada com visual retrô e mais próximo ao do primeiro modelo |Foto: Divulgação/Chevrolet more
Chevrolet Camaro (1966-2002 / 2009 - atual): o muscle car foi fabricado por mais de 30 anos consecutivos. Porém, o fraco desempenho em vendas da quarta geração do modelo fez com que ele saísse de linha em 2002. Ele só voltou em 2009, quando a quinta geração foi lançada com visual retrô e mais próximo ao do primeiro modelo |Foto: Divulgação/Chevrolet more
Chevrolet Impala (1958-1985 / 1994-1996 / 1999-2020): um dos modelos mais tradicionais da Chevrolet, ele já teve diversas idas e vindas. A última geração saiu de linha recentemente e não tem previsão de volta |Foto: Divulgação/Chevroletmore
Chevrolet Impala (1958-1985 / 1994-1996 / 1999-2020): um dos modelos mais tradicionais da Chevrolet, ele já teve diversas idas e vindas. A última geração saiu de linha recentemente e não tem previsão de volta |Foto: Divulgação/Chevroletmore
Chevrolet Impala (1958-1985 / 1994-1996 / 1999-2020): um dos modelos mais tradicionais da Chevrolet, ele já teve diversas idas e vindas. A última geração saiu de linha recentemente e não tem previsão de volta |Foto: Divulgação/Chevroletmore
Chevrolet Impala (1958-1985 / 1994-1996 / 1999-2020): um dos modelos mais tradicionais da Chevrolet, ele já teve diversas idas e vindas. A última geração saiu de linha recentemente e não tem previsão de volta |Foto: Divulgação/Chevroletmore
Chevrolet Monza (1982-1996 / 2019 - atual): derivado do Opel Ascona, o Monza foi lançado no Brasil em 1982. Saiu de linha em 1996 para dar lugar ao Vectra, que era mais moderno. Mesmo sem ter ligação com o carro original, o Monza ganhou uma edição moderna na China em 2019 |Foto: Divulgação/Chevroletmore
Chevrolet Monza (1982-1996 / 2019 - atual): derivado do Opel Ascona, o Monza foi lançado no Brasil em 1982. Saiu de linha em 1996 para dar lugar ao Vectra, que era mais moderno. Mesmo sem ter ligação com o carro original, o Monza ganhou uma edição moderna na China em 2019 |Foto: Divulgação/Chevroletmore
Chevrolet Monza (1982-1996 / 2019 - atual): derivado do Opel Ascona, o Monza foi lançado no Brasil em 1982. Saiu de linha em 1996 para dar lugar ao Vectra, que era mais moderno. Mesmo sem ter ligação com o carro original, o Monza ganhou uma edição moderna na China em 2019 |Foto: Divulgação/Chevroletmore
Dodge Challenger (1970-1974 / 1978-1983 / 2009 - atual): o muscle car teve três momentos distintos. Seu momento de glória foi durante sua primeira encarnação, entre 1970 e 1974. Ele voltou a ser fabricado após quatro anos, mas era um modelo completamente diferente, sendo uma versão Dodge do Mitsubishi Galant. Seu retorno triunfal foi em 2009, quando a geração atual foi lançada com visual inspirado no modelo dos anos 1970, trazendo o modelo de volta ao mercado |Foto: Divulgação/Dodge more
Dodge Challenger (1970-1974 / 1978-1983 / 2009 - atual): o muscle car teve três momentos distintos. Seu momento de glória foi durante sua primeira encarnação, entre 1970 e 1974. Ele voltou a ser fabricado após quatro anos, mas era um modelo completamente diferente, sendo uma versão Dodge do Mitsubishi Galant. Seu retorno triunfal foi em 2009, quando a geração atual foi lançada com visual inspirado no modelo dos anos 1970, trazendo o modelo de volta ao mercado |Foto: Divulgação/Dodge more
Dodge Challenger (1970-1974 / 1978-1983 / 2009 - atual): o muscle car teve três momentos distintos. Seu momento de glória foi durante sua primeira encarnação, entre 1970 e 1974. Ele voltou a ser fabricado após quatro anos, mas era um modelo completamente diferente, sendo uma versão Dodge do Mitsubishi Galant. Seu retorno triunfal foi em 2009, quando a geração atual foi lançada com visual inspirado no modelo dos anos 1970, trazendo o modelo de volta ao mercado |Foto: Divulgação/Dodge more
Dodge Charger (1966-1978 / 1981-1987 / 2005 - atual): assim como o Challenger, o Charger também teve momentos distintos. Foi um muscle car grande e invocado entre os anos 1960 e 1970, virou um modelo menor e completamente diferente nos anos 1980, e saiu de linha sem deixar saudades em 1986. Em 2005, voltou como um sedã de tração traseira, sendo fabricado até hoje, ainda que com algumas mudanças de estilo |Foto: Divulgação/Dodgemore
Dodge Charger (1966-1978 / 1981-1987 / 2005 - atual): assim como o Challenger, o Charger também teve momentos distintos. Foi um muscle car grande e invocado entre os anos 1960 e 1970, virou um modelo menor e completamente diferente nos anos 1980, e saiu de linha sem deixar saudades em 1986. Em 2005, voltou como um sedã de tração traseira, sendo fabricado até hoje, ainda que com algumas mudanças de estilo |Foto: Divulgação/Dodgemore
Dodge Charger (1966-1978 / 1981-1987 / 2005 - atual): assim como o Challenger, o Charger também teve momentos distintos. Foi um muscle car grande e invocado entre os anos 1960 e 1970, virou um modelo menor e completamente diferente nos anos 1980, e saiu de linha sem deixar saudades em 1986. Em 2005, voltou como um sedã de tração traseira, sendo fabricado até hoje, ainda que com algumas mudanças de estilo |Foto: Divulgação/Dodgemore
Dodge Charger (1966-1978 / 1981-1987 / 2005 - atual): assim como o Challenger, o Charger também teve momentos distintos. Foi um muscle car grande e invocado entre os anos 1960 e 1970, virou um modelo menor e completamente diferente nos anos 1980, e saiu de linha sem deixar saudades em 1986. Em 2005, voltou como um sedã de tração traseira, sendo fabricado até hoje, ainda que com algumas mudanças de estilo |Foto: Divulgação/Dodgemore
Dodge Charger (1966-1978 / 1981-1987 / 2005 - atual): assim como o Challenger, o Charger também teve momentos distintos. Foi um muscle car grande e invocado entre os anos 1960 e 1970, virou um modelo menor e completamente diferente nos anos 1980, e saiu de linha sem deixar saudades em 1986. Em 2005, voltou como um sedã de tração traseira, sendo fabricado até hoje, ainda que com algumas mudanças de estilo |Foto: Divulgação/Dodgemore
Dodge Dart (1958-1976 / 2013-2016): vendido no Brasil nos anos 1970, o Dart iniciou sua trajetória bem antes nos Estados Unidos. Saiu de linha em 1976 no país americano e, quando voltou em 2013, era um sedã menor e sem nenhuma ligação com o modelo original. Só durou três anos |Foto: Divulgação/Dodgemore
Dodge Dart (1958-1976 / 2013-2016): vendido no Brasil nos anos 1970, o Dart iniciou sua trajetória bem antes nos Estados Unidos. Saiu de linha em 1976 no país americano e, quando voltou em 2013, era um sedã menor e sem nenhuma ligação com o modelo original. Só durou três anos |Foto: Divulgação/Dodgemore
Dodge Dart (1958-1976 / 2013-2016): vendido no Brasil nos anos 1970, o Dart iniciou sua trajetória bem antes nos Estados Unidos. Saiu de linha em 1976 no país americano e, quando voltou em 2013, era um sedã menor e sem nenhuma ligação com o modelo original. Só durou três anos |Foto: Divulgação/Dodgemore
Fiat 500 (1957-1975 / 2007- atual): o clássico hatch durou quase 20 anos, mas só em 2007 que uma nova geração com visual retrô foi lançada |Foto: Divulgação/Fiat
Fiat 500 (1957-1975 / 2007- atual): o clássico hatch durou quase 20 anos, mas só em 2007 que uma nova geração com visual retrô foi lançada |Foto: Divulgação/Fiat
Fiat Bravo (1995-2001 / 2007-2016): lançado em 1995, o hatch do Marea tinha dois nomes na Europa. A versão duas portas era chamada de Bravo, enquanto que a cinco portas, que foi vendida no Brasil, era batizada de Brava. A dupla foi sucedida pelo Stilo. Este, por sua vez, deu lugar a um novo Bravo em 2007 |Foto: Divulgação/Fiatmore
Fiat Bravo (1995-2001 / 2007-2016): lançado em 1995, o hatch do Marea tinha dois nomes na Europa. A versão duas portas era chamada de Bravo, enquanto que a cinco portas, que foi vendida no Brasil, era batizada de Brava. A dupla foi sucedida pelo Stilo. Este, por sua vez, deu lugar a um novo Bravo em 2007 |Foto: Divulgação/Fiatmore
Fiat Tipo (1988-1997 / 2015 - atual): ele fez sucesso no Brasil nos anos 1990, mas os casos de incêndio abreviaram a vida dele no mercado nacional. Seu nome, entretanto, segue vivo. A primeira encarnação foi sucedida pela dupla Bravo/Brava. Como já dito, eles deram lugar ao Stilo, que passou o bastão a um novo Bravo. Este último abriu caminho para o segundo Tipo na Europa. Confuso, mas foi dessa forma que ele voltou ao mercado |Foto: Divulgação/Fiatmore
Fiat Tipo (1988-1997 / 2015 - atual): ele fez sucesso no Brasil nos anos 1990, mas os casos de incêndio abreviaram a vida dele no mercado nacional. Seu nome, entretanto, segue vivo. A primeira encarnação foi sucedida pela dupla Bravo/Brava. Como já dito, eles deram lugar ao Stilo, que passou o bastão a um novo Bravo. Este último abriu caminho para o segundo Tipo na Europa. Confuso, mas foi dessa forma que ele voltou ao mercado |Foto: Divulgação/Fiatmore
Ford Bronco (1965-1996 / volta em 2021): o jipe teve diversas gerações ao longo de 30 anos, mas saiu do mercado em 1996 sem deixar um sucessor direto. Sua volta será em 2021, quando uma nova geração marcará o retorno do modelo |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford Bronco (1965-1996 / volta em 2021): o jipe teve diversas gerações ao longo de 30 anos, mas saiu do mercado em 1996 sem deixar um sucessor direto. Sua volta será em 2021, quando uma nova geração marcará o retorno do modelo |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford Bronco (1965-1996 / volta em 2021): o jipe teve diversas gerações ao longo de 30 anos, mas saiu do mercado em 1996 sem deixar um sucessor direto. Sua volta será em 2021, quando uma nova geração marcará o retorno do modelo |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford Bronco (1965-1996 / volta em 2021): o jipe teve diversas gerações ao longo de 30 anos, mas saiu do mercado em 1996 sem deixar um sucessor direto. Sua volta será em 2021, quando uma nova geração marcará o retorno do modelo |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford Escort (1968-2003 / 2015 - atual): sucesso na Europa e no Brasil, ele foi substituído pelo Focus nos anos 1990. Porém, o Escort retornou ao mercado em 2015, quando foi lançado um modelo na China com este nome |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford Escort (1968-2003 / 2015 - atual): sucesso na Europa e no Brasil, ele foi substituído pelo Focus nos anos 1990. Porém, o Escort retornou ao mercado em 2015, quando foi lançado um modelo na China com este nome |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford Escort (1968-2003 / 2015 - atual): sucesso na Europa e no Brasil, ele foi substituído pelo Focus nos anos 1990. Porém, o Escort retornou ao mercado em 2015, quando foi lançado um modelo na China com este nome |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford Escort (1968-2003 / 2015 - atual): sucesso na Europa e no Brasil, ele foi substituído pelo Focus nos anos 1990. Porém, o Escort retornou ao mercado em 2015, quando foi lançado um modelo na China com este nome |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford GT (2005-2006 / 2017 - atual): releitura de rua do clássico GT40, ele fez sucesso em sua primeira geração, mesmo durando pouco tempo. Voltou em 2017, com uma segunda geração mais moderna em tecnologia e no visual |Foto: Divulgação/Fordmore
Ford GT (2005-2006 / 2017 - atual): releitura de rua do clássico GT40, ele fez sucesso em sua primeira geração, mesmo durando pouco tempo. Voltou em 2017, com uma segunda geração mais moderna em tecnologia e no visual |Foto: Divulgação/Fordmore
Land Rover Defender (1948-2016 / 2019 - atual): embora seja chamado de Série 1, o Defender foi basicamente o mesmo carro de 1948 até 2016, quando deixou de ser fabricado. Uma nova geração foi anunciada em 2019, marcando o retorno de um dos carros mais emblemáticos da marca britânica |Foto: Divulgação/Land Rovermore
Land Rover Defender (1948-2016 / 2019 - atual): embora seja chamado de Série 1, o Defender foi basicamente o mesmo carro de 1948 até 2016, quando deixou de ser fabricado. Uma nova geração foi anunciada em 2019, marcando o retorno de um dos carros mais emblemáticos da marca britânica |Foto: Divulgação/Land Rovermore
Land Rover Defender (1948-2016 / 2019 - atual): embora seja chamado de Série 1, o Defender foi basicamente o mesmo carro de 1948 até 2016, quando deixou de ser fabricado. Uma nova geração foi anunciada em 2019, marcando o retorno de um dos carros mais emblemáticos da marca britânica |Foto: Divulgação/Land Rovermore
Pontiac GTO (1964-1974 / 2004-2006): um dos primeiros muscle cars da história, ele saiu de linha 10 anos após seu lançamento. Voltou apenas em 2004, quando a Pontiac já não estava mais em seus tempos de glória. A última geração do GTO nada mais era que o Holden Monaro australiano com os logotipos da marca americana. Saiu de linha em 2006, pouco antes da Pontiac ser extinta pela GM em 2010 |Foto; Divulgação/GMmore
Pontiac GTO (1964-1974 / 2004-2006): um dos primeiros muscle cars da história, ele saiu de linha 10 anos após seu lançamento. Voltou apenas em 2004, quando a Pontiac já não estava mais em seus tempos de glória. A última geração do GTO nada mais era que o Holden Monaro australiano com os logotipos da marca americana. Saiu de linha em 2006, pouco antes da Pontiac ser extinta pela GM em 2010 |Foto; Divulgação/GMmore
Pontiac GTO (1964-1974 / 2004-2006): um dos primeiros muscle cars da história, ele saiu de linha 10 anos após seu lançamento. Voltou apenas em 2004, quando a Pontiac já não estava mais em seus tempos de glória. A última geração do GTO nada mais era que o Holden Monaro australiano com os logotipos da marca americana. Saiu de linha em 2006, pouco antes da Pontiac ser extinta pela GM em 2010 |Foto; Divulgação/GMmore
Volkswagen Fusca (1959-1986 / 1993-1996): o caso do Fusca é curioso. Descontinuado em 1986 no Brasil, ele voltou a ser produzido em 1993 por conta de um pedido do então presidente do Brasil Itamar Franco. Ficou em linha até 1996, quando enfim saiu de produção |Foto: Divulgação/VWmore
Volkswagen Fusca (1959-1986 / 1993-1996): o caso do Fusca é curioso. Descontinuado em 1986 no Brasil, ele voltou a ser produzido em 1993 por conta de um pedido do então presidente do Brasil Itamar Franco. Ficou em linha até 1996, quando enfim saiu de produção |Foto: Divulgação/VWmore
Entretanto, houve um outro Fusca. Sucessor do New Beetle, ele chegou ao Brasil em 2012 e ficou até 2017 |Foto: Divulgação/VW
Volkswagen Passat (1974-1988 / 1994 - atual): o modelo nacional foi fabricado por 14 anos, mas perdeu espaço. Sua segunda geração até foi vendida no Brasil como Santana, mas ele só voltou ao País com o nome Passat em 1994, quando sua quarta geração passou a ser importada para o mercado brasileiro. Esse ainda é o cenário do modelo, que hoje é o sedã mais caro da marca no Brasil |Foto: Divulgação/VWmore
Volkswagen Passat (1974-1988 / 1994 - atual): o modelo nacional foi fabricado por 14 anos, mas perdeu espaço. Sua segunda geração até foi vendida no Brasil como Santana, mas ele só voltou ao País com o nome Passat em 1994, quando sua quarta geração passou a ser importada para o mercado brasileiro. Esse ainda é o cenário do modelo, que hoje é o sedã mais caro da marca no Brasil |Foto: Divulgação/VWmore
Volkswagen Passat (1974-1988 / 1994 - atual): o modelo nacional foi fabricado por 14 anos, mas perdeu espaço. Sua segunda geração até foi vendida no Brasil como Santana, mas ele só voltou ao País com o nome Passat em 1994, quando sua quarta geração passou a ser importada para o mercado brasileiro. Esse ainda é o cenário do modelo, que hoje é o sedã mais caro da marca no Brasil |Foto: Divulgação/VWmore
Volkswagen Polo (2002-2014 / 2017- atual): ele nunca deixou de ser produzido em outros países, mas viveu um hiato no Brasil. A quarta geração do Polo foi fabricada por 12 anos no Brasil, mas saiu de linha em 2014. Voltou em 2017, já na sexta geração do modelo |Foto: Divulgação/VWmore
Volkswagen Polo (2002-2014 / 2017- atual): ele nunca deixou de ser produzido em outros países, mas viveu um hiato no Brasil. A quarta geração do Polo foi fabricada por 12 anos no Brasil, mas saiu de linha em 2014. Voltou em 2017, já na sexta geração do modelo |Foto: Divulgação/VWmore
Volkswagen Polo (2002-2014 / 2017- atual): ele nunca deixou de ser produzido em outros países, mas viveu um hiato no Brasil. A quarta geração do Polo foi fabricada por 12 anos no Brasil, mas saiu de linha em 2014. Voltou em 2017, já na sexta geração do modelo |Foto: Divulgação/VWmore
Volkswagen Voyage (1981-1996 / 2008 - atual): o sedã do Gol acompanhou o modelo até 1996, quando foi descontinuado. Só voltou em 2008, mas segue em produção até os dias atuais |Foto: Divulgação/VW more
Volkswagen Voyage (1981-1996 / 2008 - atual): o sedã do Gol acompanhou o modelo até 1996, quando foi descontinuado. Só voltou em 2008, mas segue em produção até os dias atuais |Foto: Divulgação/VW more
Volkswagen Voyage (1981-1996 / 2008 - atual): o sedã do Gol acompanhou o modelo até 1996, quando foi descontinuado. Só voltou em 2008, mas segue em produção até os dias atuais |Foto: Divulgação/VW more

ÚLTIMAS

  • Notícias

Porsche Taycan Cross Turismo é revelada e virá ao Brasil

Contrariando a tendência de extinção das peruas, a Porsche Taycan Cross Turismo foi apresentada pela… SAIBA MAIS

1 dia atrás
  • Notícias

Suzuki Jimny 2022 recebe novidades e custa mais de R$ 100 mil

O Suzuki Jimny 2022 foi anunciado pela marca japonesa nesta sexta-feira (5). Entretanto, as novidades… SAIBA MAIS

1 dia atrás
  • Serviços
  • Testes

Testamos: Fiat Toro Ranch agrada pelo visual e surpreende ao volante

A Fiat Toro é um dos maiores cases de sucesso do mercado brasileiro recente. Lançada… SAIBA MAIS

1 dia atrás