Tags

Galeria

Veja a evolução do Ford Ka ao longo dos anos

Créditos: Divulgação/Ford

Uma postagem no Blog do Flavio Gomes foi a responsável por essa galeria especial do Garagem360. Hoje um modelo bem-sucedido, sendo um dos mais vendidos do mercado, o Ford Ka já viveu dias menos badalados, sendo mais lembrado pelo desenho da carroceria do que pelos números de vendas. Lançado no Brasil em 1997 – um ano após o lançamento global – o hatch era um subcompacto com linhas arrojadas, inaugurando a filosofia de design New Edge da marca americana.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Evolução do Ford Ka

No lançamento, o Ka chegou equipado com os motores Endura-E. O 1.0 rendia 53,5 cv de potência e 7,8 kgfm de torque, enquanto que o 1.3 tinha 60 cv e 10,4 kgfm. O modelo só ganhou mais fôlego em 2000, quando ele passou a utilizar o motor Zetec Rocam 1.0 de 65 cv e 8,9 kgfm de torque. Um ano depois, em 2001, surgia o Ka XR, modelo esportivo equipado com o motor 1.6 de 95 cv e 14,2 kgfm.

A primeira geração do Ka seguiu em linha no Brasil até 2007, passando por um leve redesenho na traseira em 2002. No fim daquele ano, já como linha 2008, surgia a segunda geração, e que nada tinha em comum com o modelo europeu. A solução da Ford para o velho continente foi desenvolver um modelo em parceria com a Fiat, que cedia a plataforma do 500 para a produção do carro.

LEIA MAIS: SUVs, esportivos, picapes e outros: carros mais legais de cada segmento

Chevrolet lança test-drive delivery e compra de carros online

O modelo brasileiro seguia outro caminho. Agora um projeto nacional, o Ka II cresceu timidamente e passava a acomodar cinco ocupantes. Na traseira, a tampa do porta-malas ficava em uma posição mais baixa, o que facilitava o acesso ao bagageiro. Sob o capô, ele era equipado com os motores 1.0, de 73 cv e 9,4 kgfm de torque máximo, e o 1.6 de 110 cv e 15,8 kgfm.

Projeto global

Nascida em 2014, a terceira (e atual) geração do Ford Ka mudou completamente o conceito do carro. Ele cresceu e passou a ter quatro portas. Foi desenvolvida também uma inédita versão sedã. Ambos eram equipados com os motores 1.0, de 85 cv e  10,7 kgfm, e 1.5, de 110 cv e 14,6 kfgm.

Uma atualização de meia-vida foi lançada em 2018. Hatch e sedã receberam retoques visuais, mas conservaram o motor 1.0. Já o 1.5 foi trocado por um mais atual. Ele passou a entregar 136 cv e 16,1 kgfm de toque máximo. A Ford também disponibilizou uma transmissão automática de seis marchas para este propulsor.

Assim como aconteceu no modelo original, o terceiro Ka é semelhante na Europa e no Brasil.

Mudanças

A seguir, confira a evolução do modelo, incluindo algumas versões que não foram oferecidas no mercado brasileiro. Clique nas imagens para ampliá-las e ler as legendas.

 

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.