Teste de segurança colide carro novo com modelo antigo e resultado é decepcionante

O Latin NCAP, entidade independente que avalia a segurança dos veículos vendidos na América Latina, trouxe à tona uma preocupante disparidade dos carros vendidos na Argentina e Chile. Em um teste de segurança dois modelos da Peugeot receberam “zero estrelas”.

Testes Latin Ncap
Teste Latin Ncap mostra disparidade entre os dois modelos – Foto: Divulgação

Teste de segurança zera avaliação 

Os modelos Peugeot Partner Patagônica e Peugeot Rifter foram avaliados em um teste de colisão frontal.

Os dois carros, comprados anonimamente na Argentina e no Chile, respectivamente, evidenciando um duplo padrão da empresa. 

VEJA TAMBÉM

O intuito foi apresentar as diferentes estruturais e tecnológicas gritantes entre os dois carros, já que o mercado europeu, o Rifter é considerado o sucessor das versões de passageiros do Partners. 

Apesar das duas gerações de diferença entre o Rifter e o antigo Partner vendido e produzido na Argentina.

O Peugeot Partner Patagônica conta apenas com dois airbags frontais, bem como o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) como itens de segurança padrão.

De acordo com o Latin Ncap, o modelo produzido desde 1990 não oferece os recursos de segurança adequados. 

Durante o teste de colisão, o dummy (boneco que imita a forma humana) do motorista adulto médio do Partiner não apresenta proteção satisfatória no tórax e no pescoço, além de uma estrutura instável. Assim como o dummy feminino pequeno, que também mostrou proteção inadequada no tórax e no pescoço.

Por outro lado, o Peugeot Rifter europeu oferece uma proteção maior. O modelo conta com seis airbags e controle de estabilidade como item de série, dessa forma demonstrou uma estrutura estável. 

Diferente do antecessor, o dano ao dummy ao motorista adulto médio não representa grave risco. 

Além disso, os Sistemas de Retenção Infantil (SRI) instalados no Rifter, utilizando as ancoragens ISOFIX e virados para trás, ofereceram uma proteção total para o dummy de um ano e médio, e boa proteção para o dummy de três anos.

Assista o teste de colisão

Lacuna não deveria existir

Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP e do Global NCAP, disse:

“Este resultado alarmante, para um veículo desenvolvido há mais de 25 anos e ainda vendido como novo na Argentina, põe em dúvida a liderança global da Peugeot em segurança veicular”.

De acordo com o secretário, os direitos de segurança não estão sendo respeitados. Ele finaliza dizendo que todos os consumidores, independente de onde moram, têm direito ao mesmo padrão de segurança veicular.

Robson QuirinoSou Robson Quirino. Formado em Comunicação Social pelo IESB-Brasília, atuo como Redator/ Jornalista desde 2009 e para o segmento automotivo desde 2019. Gosto de viagens rápidas, mas sonho em viajar em um cosmic car para o espaço sideral.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar