Stellantis receia que uma recessão econômica afete carros elétricos; saiba mais

Stellantis afirma que recessão econômica pode prejudicar vendas de carros elétricos
Stellantis afirma que recessão econômica pode prejudicar vendas de carros elétricos (Foto: Divulgação)

O Grupo Automotivo Stellantis, acredita que uma recessão econômica afete as vendas de carros elétricos nos próximos anos. O CEO do grupo também fala sobre o risco de escassez de fornecimento de baterias, e as ações da marca para evitá-las, veja os detalhes.

Stellantis afirma que recessão econômica pode prejudicar vendas de carros elétricos
Stellantis afirma que recessão econômica pode prejudicar vendas de carros elétricos (Foto: Divulgação)

Carros elétricos: crise econômica pode atrapalhar o desenvolvimento dos modelos

De forma geral, a aquisição de carros elétricos ainda não está disponível para todas as pessoas da sociedade, tendo em vista a necessidade de um alto valor de investimento. No Brasil, por exemplo, o carro elétrico mais barato tem preço de R$ 146.990.

O cenário não é diferente ao redor do globo. No entanto, o português Carlos Tavares, CEO do Grupo Automotivo Stellantis, afirma que uma recessão global pode dificultar ainda mais os esforços da indústria.

VEJA TAMBÉM

O executivo afirma que diante desse cenário, os governos podem cortar os incentivos na fabricação e aquisição dos modelos 0 emissão de carbono. E com isso, o valor final pode aumentar ainda mais.

De acordo com ele, a retirada dos incentivos fará com que muitos consumidores não poderão adquirir os modelos.

“Se a capacidade das classes médias de comprar veículos eletrificados for impactada por falta de apoio, por conta da necessidade dos governos de reduzir seus custos, muitos consumidores não conseguirão comprar veículos elétricos” afirmou Tavares.

Além disso, ele reforçou sobre a importância de manter as regras de emissões de poluentes para os próximos anos, tendo em vista manter um nível de estabilidade.

“O que pode ajudar é a estabilidade. Parem de brincar com as regras. Deixe como está e permita que as empresas trabalhem com muito foco e rigor.”

Stellantis afirma que recessão econômica pode prejudicar vendas de carros elétricos
Carlos Tavares, CEO da Stellantis (Foto: Divulgação)

Escassez de baterias também é uma preocupação

O CEO do grupo automotivo o qual Fiat, Jeep, Peugeot, Citroën, RAM e outras marcas fazem parte, também prevê uma possível escassez de baterias para os próximos anos, mais precisamente entre 2024 e 2025, outro fator que também impactará diretamente o mercado de elétricos.

Diante disso, a Stellantis tem planos de começar a produzir as próprias baterias a partir de 2025, afim de minimizar a crise de desabastecimento.

Nesse sentido, o grupo e a Controlled Thermal Resources Ltd. (CTR) fizeram um acordo de compra para a CTR fornecer hidróxido de lítio destinado a baterias para uso na produção de veículos eletrificados da Stellantis na América do Norte.

O Projeto Hell’s Kitchen da CTR em Imperial County, na Califórnia, recuperará lítio de salmouras geotérmicas, utilizando energia renovável e vapor para produzir produtos de lítio de grau de bateria em um processo integrado de circuito fechado, eliminando a necessidade de lagoas de salmoura de evaporação, minas a céu aberto e combustíveis fósseis em processamento.

“Na luta contra o aquecimento global, reforçar nossa cadeia de fornecimento de veículos elétricos a bateria para apoiar nossas ousadas ambições de eletrificação é absolutamente crítico.

Garantir que tenhamos um suprimento de lítio robusto, competitivo e de baixo carbono de vários parceiros ao redor do mundo nos permitirá cumprir nossos planos agressivos de produção de veículos elétricos de maneira responsável”, finalizou o executivo.

Grupo investe mais de US$ 35,5 milhões em eletrificação

É válido lembrar que o grupo automotivo tem planos ambiciosos para o mercado eletrificado. Para isso, há um investimento de US$ 35,5 milhões até 2025, para que em 2030 50% das vendas no mercado norte-americano sejam de carros eletrificados.

No mercado europeu, até a mesma data, a intenção é que a frota da Fiat esteja completamente eletrificada.

Stellantis afirma que recessão econômica pode prejudicar vendas de carros elétricos
Grupo pretende que 50% das vendas no mercado norte-americano seja de carros eletrificados até 2030 (Foto: Divulgação)

 

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Nicole Santana
Nicole SantanaJornalista e especialista em comunicação empresarial, com bagagem de mais de três anos atuando ativamente no setor automotivo e premiada em 2016 por melhor reportagem jornalística através do concurso da Auto Informe. Atualmente dedica-se à redação do portal Garagem 360, produzindo notícias, testes e conteúdo multimídia sobre o universo automobilístico.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar