Seguro garante cobertura em casos de acidentes ocasionados por embriaguez?

Possuir um seguro automotivo é a principal garantia dos motoristas de que estarão amparados em caso de danos materiais. Porém, esse serviço ainda causa muitas dúvidas. Confira as respostas das questões mais comuns a seguir.

Seguro garante cobertura em casos de acidentes ocasionados por embriaguez?
Maioria dos carros no Brasil não possuem seguro (Foto: Freepik)

Importância do seguro automotivo

Ninguém duvida da importância de se possuir um seguro automotivo nos dias atuais.

A proteção para o automóvel é imprescindível atualmente por conta das altas taxas de violência, inclusive no trânsito (sobretudo das metrópoles).

VEJA TAMBÉM

Sendo assim, se debruçar sobre os detalhes que envolvem a contratação de seguro é uma ação inevitável de cidadãos e motoristas responsáveis, ainda mais pela complexidade que esse tema pode ter.

Mas e você, tem alguma dúvida sobre os seguros automotivos? Quem aciona um sinistro tendo vivenciado o fato sob o efeito de álcool, por exemplo, tem direito ao seguro?

Confira a resposta para essa e outras questões muito comuns entre quem busca este tipo de serviço.

Seguro garante cobertura em casos de acidentes ocasionados por embriaguez?
Metrópoles costumam ser mais perigosas também quanto a proteção de bens como veículos (Foto: Pixabay)

Principais dúvidas sobre o seguro automotivo

De acordo com levantamento da corretora de seguros Seguralta, veja a seguir as principais dúvidas sobre o tema, em buscas no site da empresa:

Mudança de dados cadastrais

Ao realizar qualquer mudança em relação as informações concedidas na contratação do seguro, a seguradora precisa ser avisada, como uma mudança de endereço, por exemplo.

Caso isso não aconteça e um sinistro seja aberto, a seguradora pode (e provavelmente vai) se recusar a arcar com os custos, principalmente se as mudanças gerarem mais riscos ao patrimônio.

Perda Total

Esse prazo pode variar dependendo a empresa contratada, então é necessário firmar acordo com atenção a essa possibilidade.

No entanto, a média de tempo em que os ressarcimentos são realizados giram em torno de dias, desde que esteja tudo certo com as condições do contrato.

O prazo máximo previsto por lei é de 30 dias, com incidência de juros em caso de atraso.

Acidentes sob condução de terceiros

Ao contratar um seguro, informa-se quem é o(a) condutor(a) principal, a fim de especificar quem ser assegurado na maior parte do tempo (85%).

Da mesma forma, também se comunica a seguradora o(a) condutor(a) secundário(a), que geralmente pode dirigir por no máximo 15% do tempo.

Assim, para ter direito ao seguro sob conduções de terceiros é preciso que a ação esteja de acordo com o acordo firmado.

Veículo roubado fora da garagem

Esse item depende exatamente de como foi firmado o acordo. Em outras palavras, deve-se haver atenção quanto a especificação do ponto proposto pela seguradora.

Caso a empresa tenha pedido informação a respeito somente da existência de garagem na residência do cliente, certamente ele será indenizado.

Porém, caso o estabelecido tenha se concretizado com relação a ”guardar” o carro na garagem diariamente, o ressarcimento pode ser negado.

Carro antigo

Muita gente tem dúvida se carros antigos com pelo menos dez anos de lançamento costumam ser aceitos por seguradoras.

A resposta é: depende da seguradora. Desta forma, só contatando as opções existentes no mercado para sanar completamente essa dúvida.

Seguro cobre danos por embriaguez?

Por fim, uma das dúvidas mais buscadas é sobre indenização em caso de embriaguez ao volante.

Mesmo que as informações possam se confundir em diferentes pesquisas, a Seguralta garante que nesses casos o segurado perde todos os direitos firmados em acordo.

Gervásio HenriqueJornalista com maior experiência profissional no setor automotivo. Atualmente redator do Grupo Gridmidia com foco no portal Garagem360.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar