Renault desenvolve novo motor elétrico mais potente e eficiente

O novo motor elétrico da Renault está com o desenvolvimento a todo vapor! Com uma capacidade energética impressionante, e tamanho muito mais compacto que o visto hoje, em breve o projeto deve mudar completamente a eletrificação da marca.

Profissional trabalha em componente do motor elétrico E7A
O desenvolvimento do E7A está à todovapor! (Imagem: Divulgação/Renault)

Novo motor elétrico da Renault está em desenvolvimento e promete revolucionar segmento

Que a eletrificação dos veículos está a todo vapor a gente já sabe. E um dos esforços mais intensos neste meio é no desenvolvimento de motores mais eficientes, que possam fazer mais com menos energia.

Assim, a Renault, em parceria com a Valeo, está investindo em pesquisa e desenvolvendo para trazer mais uma geração de motores elétricos à vida. Este é o E7A, que será mais compacto, mais leve e com maior aproveitamento!

O projeto, iniciado em 2021, une a expertise de ambas as empresas com maestria. Assim, a Renault Group lidera o desenvolvimento do rotor e a Valeo contribuindo com seu conhecimento no estator.

No entanto, o E7A ainda está em fase de desenvolvimento para ajustes e aprimoramentos. Assim, outras etapas devem ser cumpridas antes da produção em série para garantir que a tecnologia esteja pronta para ser colocada nas ruas.

A produção em larga escala está programada para iniciar no final de 2027 na fábrica de Cléon do Renault Group.

Características do motor elétrico E7A

  • Uma das características mais legais do motor E7A é a sua tecnologia compacta. Utilizando o sistema EESM (Electrically Excited Synchronous Machine), ele chega a ser 30% mais compacto do que os modelos atuais sem sacrificar em nada.
  • Além disso, oferece uma redução de 30% no impacto das emissões de carbono quando comparado aos atuais motores elétricos com ímãs permanentes.

Potência e eficiência

  • O E7A apresenta uma potência impressionante, atingindo até 200 kW. Mas o melhor é que, mesmo com esse aumento expressivo de força, não é preciso uma quantidade maior de energia elétrica para alcançá-la.
  • Isso se deve, em parte, ao sistema Hairpin de bobinagem de fios de cobre, que possibilita essa eficiência na transmissão de energia. Além disso, a tensão do sistema atinge 800 volts, dobrando o padrão atual de 400 volts, melhorando ainda mais a eficiência conquistada.

Este novo motor elétrico da Renault mostra que a montadora francesa não quer ficar para trás. Afinal, as empresas estão a todo vapor desenvolvendo baterias, motores e outros componentes cada vez melhores para tornar a eletrificação ainda mais eficiente e acessível.

Adson Leonardo
Adson LeonardoAdson Leonardo é redator desde 2018, escrevendo para blogs empresariais e temáticos, mídias sociais e perfis pessoais de executivos. Além disso, é escritor, poeta e apaixonado por ciência. Aliando suas habilidades narrativas com o olhar afiado para dados, seu foco é criar textos sólidos, que engajam, educam e guiam o leitor pelo tema abordado.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar