ANP aprova resolução que aprimora a qualidade da gasolina

Notícias 20 de janeiro de 2020 Da Redação 0

A diretoria da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) aprovou na última quinta-feira (16/01) a resolução que visa aprimorar a qualidade da gasolina automotiva brasileira.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

A resolução estabelecerá as especificações e as obrigações quanto ao controle da qualidade a serem atendidas pelos agentes econômicos, em substituição à Resolução ANP nº 40, de 2013.

LEIA MAIS: Aprenda a identificar as informações do rótulo do óleo lubrificante
Uso do óleo errado faz você gastar mais com combustível; entenda

Resolução aprimora a qualidade da gasolina

A revisão da especificação da gasolina automotiva contempla três pontos. O primeiro é o estabelecimento de faixa de valores de massa específica da gasolina, o que significa mais energia e menos consumo.

O segundo é relacionado aos parâmetros de destilação – especificamente sobre a temperatura de destilação no ponto 50% evaporado, ou T50 -, que afetam questões como desempenho do motor, dirigibilidade e aquecimento do motor.

O terceiro é a fixação de limites para a octanagem RON, já presente nas especificações da gasolina de outros países. A fixação de tal parâmetro mostra-se necessária devido às novas tecnologias de motores e resultará em uma gasolina com maior desempenho para o veículo.

Existem dois parâmetros de octanagem – MON e RON. No Brasil, só era especificada a octanagem MON e o índice de octanagem (IAD), que é a média entre MON e RON.

Durante o prazo de transição previsto na nova resolução, permanecem os valores de massa específica, destinação 50% e RON que constavam da Resolução 40/2013.

15 carros mais econômicos do Brasil

Abaixo, confira quais são os 15 carros mais econômicos do Brasil, segundo o Conpet/Inmetro. Foram considerados os valores a gasolina dos modelos que são flex, para equalizar os parâmetros.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *