O que fazer ao desconfiar que comprou um carro clonado

carros clonados no brasil
(Foto: Chrysler)

A fraude do carro clonado é um tema que tem ganhado muito destaque recentemente. Há cerca de um mês a Polícia Federal realizou operação para desmontar uma quadrilha que aplicava o golpe em 11 Estados.

É preciso ficar atento, pois essa fraude pode trazer diversos transtornos, como receber multas que não são suas, ou, até mesmo, ser envolvido em um crime. A clonagem veicular é o ato de adulterar um automóvel, geralmente produto de furto, com as informações e dados de outro carro em circulação.

Existem diversas formas de aplicar o golpe. Veja como proceder em caso de suspeitas.

VEJA TAMBÉM

Multas voltam a velar no estado de São Paulo
Ilustrativa (Foto: Doutor Multas)

Saiba como o golpe é aplicado

Um exemplo é a adulteração dos itens de identificação (numeração de chassi, do motor, etiquetas de identificação e gravação dos vidros), simulando ser um outro veículo.

O meio mais comum, no entanto é a clonagem da placa, fraude pela qual uma placa sem restrição é produzida e inserida em um veículo roubado. 

“Ao consultá-la, retornam-se as informações positivas, porém ao vistoriar o veículo nota-se que seus itens identificadores pertencem ao carro roubado”, explica Beto Reis, sócio-diretor da Super Visão Vistorias Automotivas, rede de franquias de vistorias automotivas.

“As placas Mercosul foram desenvolvidas para minimizar a fraude, contando com marca d´água, QR Code e outros itens que auxiliam na rastreabilidade” afirma Reis.

“Embora não possua mais o lacre na placa traseira, como nas peças antigas, a placa Mercosul tem a tendência de dificultar a adulteração, desde que seja realizada uma vistoria adequada nos atos necessários”, diz. “Mas, mesmo assim, elas não estão isentas de clonagens e adulterações.”

O consumidor que cai no golpe perde todo o valor investido, pois um veículo adulterado não pode ser comercializado para uma terceira pessoa. “Porém, caso a perícia venha a descobrir qual é o veículo original, este passa por um processo e pode ser devolvido ao dono que teve o carro furtado”, explica o executivo.

Veja o processo de como incluir a compra de um carro financiado em 2021, no Imposto de Renda em 2022
(Foto: Reprodução / Diário do Amanhã)

O que fazer para não cair no golpe se suspeitar de carro clonado

Para evitar a compra de um carro clonado, deve-se fazer uma vistoria cautelar ou certicar. Ambos os serviços analisam os itens identificadores, estrutura da carroceria e histórico veicular. “Lembrando que esta vistoria deve ser feita antes da compra e do pagamento do veículo”, ressalta Reis.

Além disso, se o comprador suspeitar que o veículo possui alguma adulteração, deve procurar uma delegacia de polícia para registrar Boletim de Ocorrência. A autoridade policial se encarregará de dar sequência aos demais procedimentos e, quando confirmada a clonagem, o veículo fica geralmente apreendido sob custódia policial.

Perda total do carro: o que acontece quando se tem seguro?
(Foto: Eng. 360)

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Paulo Silveira
Paulo SilveiraJornalista com 20 anos de experiência profissional como repórter nas principais redações de jornais do Brasil, como Gazeta Mercantil, Folha SP, Estadão e Jornal do Brasil e em cargos de coordenação, edição e direção. Formado em Jornalismo pela Caśper Líbero.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar