Todo o percurso da edição 2019 do Rali Dakar foi feito no deserto do Peru. Durante as 10 etapas do campeonato, que aconteceu entre os dias 6 e 17 de janeiro, os pilotos enfrentaram as dificuldades representadas pelas dunas de areia e o clima do deserto. Experiente nesse tipo de competição, a equipe SVR – comandada pelos sul-africanos Shameer Variawa e Zaheer Bodhanya – estreou neste rali em 2019, competindo na categoria T1.

LEIA MAIS: Jaguar F-Type ganha preparação especial e se transforma em carro de rali

Mais potente e com maior autonomia, Nissan Leaf e+ é lançado durante a CES 2019

O veículo do time é um protótipo desenvolvido e produzido especialmente para a competição. Ele utiliza como base a picape Nissan Frontier com modificações especiais, como a inclusão de um motor V8 VK50VE com um sistema de gestão Motec M150 e capacidade de 5L. Com isso, o propulsor rende 400 cv a 6.500 rpm e 52 kgfm de torque a 4.400 rpm.

A picape é equipada com uma transmissão Sadev 6 com câmbio sequencial e amortecedores Reiger. O veículo tem um peso de 1.850 kg e conta com freios Powerbrake, pneus BFGoodrich KDR 2+ e rodas tamanho 16 x 7 Evo Corse.

Construção da Frontier para o Rali Dakar

A equipe sul-africana Red-Lined Motoring Adventure ficou responsável por transportar e montar no Peru o veículo T1 Nissan Frontier, com o objetivo de estar à altura das provas e exigências da organização deste desafio extraordinário. É possível ver o trabalho realizado pela equipe com a picape no vídeo a seguir.