Maio ainda tem demora para motos 0 km; veja tempo para receber

motos 0km
Honda CG 160 (Foto: Divulgação/Honda)

As motos são bastante populares aqui no Brasil. Muitas pessoas desejam um veículo assim por conta da praticidade. E o sonho de comprar motos 0km anda um pouco difícil. Isso porque a demanda por motos 0km aumentou e a alguns fatores fizeram com que a produção diminuísse nos últimos anos. Isso fez com que as filas de espera aumentassem.

motos 0km
Para conseguir realizar o sonho de comprar uma moto nova, algumas pessoas estão tendo que esperar um pouco (Foto: Divulgação/Yamaha)

Fila de espera de motos 0km pode durar 30 dias (em média)

A informação é do portal UOL. Segundo o site, a pessoa que deseja adquirir uma moto com uma cilindrada mais baixa terá que esperar um pouco mais de tempo para colocar as mãos no seu veículo. Esta espera, que já foi de 45 dias, agora é de 30 dias (em média). Vale ressaltar que isso não vale para motos de média e alta cilindradas.

Estas não possuem fila de espera. O número de unidades que ainda precisam ser entregues é de cerca de 80 mil. E o que pode ter causado isso? A pandemia da Covid-19 é um dos motivos. Ao longo dos dois últimos anos, as montadoras instaladas no Polo Industrial de Manaus tiveram alguns problemas na produção. A Honda foi uma delas. 

VEJA TAMBÉM

Honda Pop 110i (Foto: Divulgação/Honda)

Ela teve que paralisar suas atividades no primeiro semestre de 2020 e no ano passado. Outras marcas, como a Yamaha, enfrentaram o mesmo problema. O presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, Marcos Fermanian, falou justamente sobre o efeito da pandemia no mercado.

 

“Sofremos muito com o início da pandemia. Manaus, que é um polo de produção de motos, foi muito afetada e ficamos sem produção em março e abril de 2020.

Em 2021, também tivemos dificuldades- na segunda onda da pandemia”, disse Fermanian ao portal UOL.

E as filas de espera, que não existiam antes da pandemia, segundo Fermanian, começaram a crescer justamente porque a procura aumentou. Neste caso, o dirigente da Abraciclo comenta que o crescimento do e-commerce fez com que a procura por motos 0km aumentasse. Lembrando que a falta de insumos também dificultou as coisas.

Preço dos combustíveis

motos 0km
Foto: Pixabay.com

Um outro motivo que vem fazendo as vendas aumentarem é o aumento dos preços dos combustíveis. De acordo com dados da ANP, o preço médio da gasolina na última semana foi de R$ 7,283. Sendo que alguns lugares apresentam valores acima dos R$ 8.

“A necessidade de encontrar um veículo que tenha um consumo de combustível menor ampliou essa demanda. As motos começaram a ser uma alternativa para quem quer gastar menos na hora da compra e na hora de encher o tanque no posto”, analisa o dirigente da Abraciclo.

Fermanian também estima o fim das filas. Ele disse na mesma entrevista que “Estamos nos empenhando para concluir a fila nesse ano. Nossa perspectiva é nos próximos meses ter mais flexibilidade na nossa produção”.

Direitos do Consumidor

motos 0km
Foto: Pixabay.com

Vimos acima que a fila de espera dura, em média, 30 dias. No entanto, alguns clientes estão esperando até hoje para realizar o seu sonho e receber sua moto nova. Em entrevista à repórter do UOL Giuliana Saringer, uma pessoa que mora em Cuiabá-MT diz ter comprado uma motocicleta 0km em janeiro deste ano e ainda não recebeu ela.

No caso, ele conta que o prazo inicial passou de 90 para 120 dias. Além disso, ele fala que faz o trajeto até seu trabalho a pé, visto que vendeu sua moto para comprar um modelo mais novo. Em casos assim, a orientação é que os clientes busquem seus direitos. Neste caso, a pessoa pode exigir que a empresa cumpra a oferta e disponibilize a moto.

Caso contrário, a pessoa pode procurar por um orgão que trabalhe com defesa do consumidor. Um dos mais conhecidos é o Procon. O Senacon também pode ser acionado.

“Caso não consiga resolver perante esses órgãos, o consumidor ainda pode acionar o Judiciário para que se cumpra a oferta realizada pela empresa, nos termos da legislação vigente”, afirma David Guedes, advogado da área de relacionamento do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), ao UOL.

É recomendado também gravar/documentar as condições oferecidas por lojas e fabricantes. Lembrando que foram produzidas 327.139 motos 0km durante o primeiro trimestre. Ou seja, um aumento de 37,8% com relação ao mesmo período de 2021. Sendo que em março foram produzidas 136.350 motocicletas produzidas.

Com informações de UOL

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Pedro Giordan
Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde 2021, onde acumula desde então experiência e pesquisas sobre o setor automotivo. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar