Instalação de acessórios em veículos blindados requer atenção redobrada

Serviços 12 de fevereiro de 2016 Talita Morais 0

Serviço deve ser feito apenas por empresas especializadas

O mercado de acessórios automotivos não para de crescer e, se os cuidados com a instalação de qualquer item já devem ser muitos em um carro tradicional, imagine então quando se trata de um blindado. Nestes casos, é fundamental redobrar a atenção para que a integridade da proteção balística não seja afetada, e isso vale para qualquer produto, inclusive os mais comuns como kits multimídia, películas no vidro, rastreadores, câmeras de ré e spoilers.

O que acontece é que, dependendo do equipamento escolhido, é necessário desmontar algumas partes do carro para passar os cabos, os fios e as fibras óticas. E no blindado, a maior dificuldade ocorre, justamente, no momento de remontá-las.

Foto: Divulgação
Com-a-película-já-instalada
Mesmo a instalação de itens simples, como películas escurecedoras de vidros, precisam de atenção redobrada nos blindados 

Segundo Fabio Rovedo de Mello, diretor da Concept Blindagens, de São Paulo, quando os acessórios são instalados de maneira errada, podem ocorrer danos ao sistema eletrônico e, o que pior, remoções indevidas da blindagem, especialmente da opaca, que consiste na adição de aço nas partes internas do automóvel.

“Outras consequências são problemas nos acabamentos internos, como falhas nas fixações, manchas, quebras, infiltração de água e entrada de ar”, acrescenta o especialista.

Empresas especializadas

Para evitar riscos desnecessários, prejuízo e dor de cabeça, o ideal é, mesmo na colocação de itens simples, que o serviço seja realizado somente por empresas especializadas, e sempre acompanhadas por um técnico da blindadora responsável pela proteção do carro.

Caso o profissional não possa estar presente, a recomendação é, ao final do trabalho, levar o veículo até a empresa para que seja feita uma rigorosa inspeção, a fim de verificar se houve qualquer tipo de falha. Esse cuidado é fundamental para que a blindagem, afinal, siga cumprindo integralmente sua função, que é a de proteger o motorista e os passageiros.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *