Híbrido Toyota Mirai já está sendo produzido no Japão

Notícias 25 de fevereiro de 2015 Renata Turbiani 0

O veículo é o primeiro movido a hidrogênio fabricado em escala comercial no mundo

Apresentado em novembro do ano passado como o primeiro carro movido a hidrogênio produzido em escala comercial no mundo, o Toyota Mirai já esta sendo fabricado na unidade de Motomachi, no Japão. Para este ano, a previsão da montadora são 700 unidades, o que corresponde a uma média diária de três veículos. No seu primeiro mês de vendas no Japão, em janeiro deste ano, o híbrido recebeu mais de 1,5 mil pedidos de compra. Devido a esta grande demanda, a produção irá aumentar para duas mil unidades por ano em 2016, e para três mil em 2017.

O Mirai, que significa futuro em japonês, possui um motor elétrico, uma bateria, dois tanques de hidrogênio de alta pressão, com capacidade máxima de 70 Mpa (aproximadamente 700 Bar) e autonomia para rodar 650 quilômetros sem necessidade de reabastecimento, um conversor elevador de tensão, uma central de comando e a célula combustível a hidrogênio, localizada no centro do assoalho – é dentro desta estação que ocorre a reação química para colocar o carro em movimento.

Como explica a Toyota, o veículo capta o oxigênio da atmosfera através da entrada de ar frontal e o leva até a célula de combustível, para onde o hidrogênio contido nos dois tanques também é direcionado. Dentro dela, o hidrogênio é dividido em duas moléculas, gerando uma carga elétrica. Ao mesmo tempo, o oxigênio se une às células de hidrogênio formando água. A energia elétrica é direcionada ao conversor, que alimenta o motor do Mirai, e a água é expelida pela válvula de escape. O motor ainda é alimentado diretamente pela bateria, recarregada por energia cinética gerada pela desaceleração e frenagem do automóvel.

Por enquanto, o Mirai será vendido apenas no Japão. No final do ano, deverá chegar aos Estados Unidos e à Europa. Não existem previsões relacionadas ao Brasil.

  

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *