Artigo: Lewis Hamilton sonha com mais títulos e recordes para a temporada 2019 da F1

Artigo 7 de janeiro de 2019 Da Redação 0

A temporada de 2018 da Fórmula 1 terminou com o quinto título de Lewis Hamilton. No entanto, o piloto da Mercedes já parece sonhar com 2019. Ele busca ultrapassar o argentino Juan Manuel Fangio para se tornar, de forma isolada, o segundo maior piloto com títulos da categoria. Caso fature mais uma taça, apenas Michael Schumacher, que possui sete, superaria o britânico.

LEIA MAIS: Há 5 anos, Michael Schumacher sofria acidente de esqui; relembre a carreira do heptacampeão

Relembre o pentacampeonato de Lewis Hamilton

O grande obstáculo deve ser novamente Sebastian Vettel, piloto principal da Ferrari. Ele foi o maior rival de Hamilton nas duas temporadas mais recentes e deve voltar a sonhar com um título em 2019. Já o companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, parece satisfeito com a posição de segundo piloto da equipe. Algo que ajuda Hamilton, já que em 2016 ele perdeu o campeonato exatamente para Nico Rosberg, antigo companheiro de box.

Lewis Hamilton venceu quatro dos últimos cinco campeonatos de Fórmula 1. Assim, ele colecionou taças e alguns recordes. Em 2018, conseguiu marcar 408 pontos e se tornou o piloto que mais pontuou em uma mesma temporada. Além disso, ele se consolidou como o recordista em pole positions na categoria, com a incrível marca de 83 poles. Porém, o que chama mais atenção é o desempenho dele nas corridas. Atualmente, segundo números oficiais, ele possui 31% de aproveitamento das corridas com vitórias e 58% com pódios. Ou seja, ele termina quase sempre vencendo a corrida, ou então entre os três primeiros. Um número excelente para quem está na Fórmula 1 desde 2007.

Em 2017, o ex-piloto Niki Lauda afirmou em entrevista ao portal GloboEsporte, que Hamilton é um dos melhores de todos os tempos. “Lewis venceu o campeonato para a Mercedes, simples assim. Nós não temos o melhor conjunto chassi-motor, quem tem é a Ferrari. Mas Lewis se apresentou como nunca, com poucos ou nenhum erro, pilotando como um deus, e nos deu o título.”

Lauda, assim como outros especialistas, acreditam que Hamilton e Vettel devem disputar o título de 2019 mais uma vez. Os números, porém, parecem acreditar muito mais no britânico. Segundo números da Betway, no dia 28 de dezembro, Lewis Hamilton tem 58,1% de chance de vencer o sexto título mundial na próxima temporada. Ele possui grande vantagem contra os outros favoritos da lista, como Vettel e Verstappen.

O piloto já parece pensar na próxima temporada. Em entrevista ao canal britânico Sky Sports, ele afirmou que a preparação para 2019 já começou. “Eu realmente queria terminar a temporada de forma sólida. Eu queria terminar da forma que eu planejo começar o próximo ano. Esse é o meu novo espírito.”

Mudanças temporada 2019 da F1

Enquanto Hamilton e Vettel continuam a ser protagonistas da Fórmula 1, outras mudanças podem chamar a atenção dos fãs. Na Ferrari, o piloto Charles Leclerc chega com a esperança de futuro do time. O jovem piloto de Mônaco é considerado uma das grandes apostas para o futuro da categoria. Kimi Raikkonen, antigo companheiro de Vettel, agora vai pilotar pela Sauber. Quem também troca de companheiro é Max Verstappen, da Red Bull. Ele vai dividir o box com o francês Pierre Gasly, de 22 anos. Já Daniel Ricciardo vai correr em 2019 com a Renault.

A Red Bull foi a principal equipe com mudanças. Além da troca de pilotos, ela também decidiu encerrar a longa parceria que tinha com a Renault e não vai usar mais o motor francês. Em 2019, a equipe vai trabalhar com a Honda. A decisão foi considerada polêmica, pois os motores japoneses não tiverem bom desempenho nas últimas temporadas com a McLaren.

Um resultado ruim nas próximas temporadas pode significar o fim da linha para a equipe austríaca. Em entrevista ao jornal Motosport, o executivo da Red Bull, Helmut Marko, questionou as regras da categoria e colocou o futuro em dúvida. “Fizemos um acordo até 2020. Enquanto não existir um regulamento sobre os motores, Red Bull e Honda não vão tomar qualquer decisão. No entanto, não vamos ficar dependentes, como estivemos nos últimos anos.”

A temporada de 2019 já parece ter começado, antes mesmo dos primeiros treinos. Agora, é esperar para ver o que pode acontecer. Lewis Hamilton continua sendo o franco favorito para demolir os números e se aproximar de Michael Schumacher. Enquanto isso, Sebastian Vettel precisa voltar a pilotar como antes para manter na Alemanha os principais recordes da Fórmula 1.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *