GM anuncia investimento de R$ 1,2 bilhão na fábrica de São Caetano do Sul (SP)

Notícias 21 de fevereiro de 2018 Da Redação, com assessoria 0

A General Motors Mercosul apresentou as obras de expansão do Complexo Industrial de São Caetano do Sul (SP), que resultam dos novos investimentos de R$ 1,2 bilhão na unidade. A unidade ganha novo prédio construído com telhas translúcidas, luzes de LED com automação de dimer, ventilação natural, entre outros conceitos de construção sustentável e passa a ocupar 432.300m² de área construída. Como parte do projeto, a unidade terá todas as suas instalações internas redesenhadas e vai incorporar novas tecnologias de manufatura 4.0.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

O evento contou com a presença do Governador de São Paulo Geraldo Alckmin, do Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima e do prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior.

Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul, anunciou que a fábrica terá sua capacidade anual ampliada de 250 mil para mais de 330 mil veículos por ano.

LEIA MAIS: Testamos: por R$ 155 mil, Chevrolet Equinox tem potência e conforto à vontade

Teto solar: carros blindados devem ter peça fixada

“A GM celebra 93 anos no Brasil em um processo acelerado de crescimento e inovação. Os novos investimentos vão transformar o Complexo Industrial de São Caetano do Sul em um dos mais eficientes e avançados da indústria. As novas instalações vão permitir a Chevrolet seguir entregando produtos de alta qualidade e tecnologia para continuar liderando o mercado brasileiro”, disse Zarlenga.

O montante de R$ 1,2 bilhão que a GM está aplicando na fábrica faz parte do maior plano de investimentos da empresa em toda sua história no Brasil, com um total de R$ 13 bilhões que estão sendo aplicados no país entre 2014 e 2020.

Manufatura 4.0

Uma das fábricas mais versáteis e flexíveis da GM, onde de uma mesma linha saem produtos diversos como o Cobalt, Onix, Spin e Montana, o Complexo de São Caetano do Sul vai receber novas tecnologias de manufatura inteligente (4.0), incluindo prensas de última geração, solda a laser, novo sistema de montagem de motor e transmissão, novas injetoras plásticas, novo processo de na funilaria e novo transportador de veículo na linha de montagem.

A transformação pela qual a fábrica está passando foi viabilizada graças à parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul, destaca Marcos Munhoz, vice-presidente da GM Mercosul. “O suporte do sindicato foi fundamental na tomada de decisão sobre os novos investimentos, que vão colocar a fábrica de São Caetano do Sul em um novo patamar de competitividade”, disse Munhoz”.

Sustentabilidade

Tanto a demolição do antigo prédio como a construção da nova instalação foram pautados pela sustentabilidade e boa parte do entulho gerado na demolição foi reciclado e reutilizado na nova própria obra, reduzindo o impacto ambiental.

Além disso, a GM inaugurou no Complexo em 2017 o maior sistema de aquecimento solar da indústria automotiva. São 560 metros quadrados instalados no telhado da fábrica em São Caetano do Sul, para fornecer água quente aos chuveiros do vestiário da fábrica, o equivalente a abastecer o consumo diário de 900 casas.

O sistema conta com 280 placas solares e sistemas de bomba de calor, com capacidade para abastecer 300 chuveiros, eliminando a necessidade de uso de vapor e evitando o consumo de gás natural. Essas e outras ações no campo da sustentabilidade e o apoio a projetos sociais sempre estiveram presentes no histórico da empresa nessas últimas nove décadas, especialmente nos últimos anos e cada vez mais no futuro.

Ainda em São Caetano do Sul, por exemplo, desde 1989 foi implantado um sistema de reuso do efluente industrial, que é utilizado nos processos industriais, evitando o consumo de água potável. Estes sistemas possibilitaram o reuso de mais de 628 milhões de litros desde 2005, sendo 121 milhões apenas no ano de 2016.

No Mercosul, a GM já conta com quatro fábricas certificadas de acordo com a ISO 50.001, a norma de gestão de energia, sendo a fábrica de São Caetano do Sul a mais recente a receber a certificação em janeiro de 2017.

100 anos de picapes

Em 2018 a Chevrolet celebra seu centenário na produção de picapes. Relembre na galeria especial os principais modelos, incluindo os que foram produzidos no Brasil.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *