Gasolina sobe em quase toda a América;  Brasil tem a 7ª mais cara

Paulistanos devem gastar mais de R$ 300,00 para encher o tanque até o final de fevereiro
(Foto: Pexels)
publicidade

No primeiro semestre de 2022, a maior parte do países da América registraram aumentos recordes nos preços da gasolina. O líder dessa inflação é o Panamá, onde os preços do combustível tiveram alta de 65%.

Em junho, o preço médio do litro da gasolina no Brasil foi de R$7,27 (o equivalente a US$ 2,02), deixando o País na sétima posição entre os países com o combustível mais caro no nosso continente. 

publicidade

Os dados fazem parte do Índice da Gasolina 2022. O estudo, que é realizado pela plataforma online de descontos Picodi.com desde 2019, leva em consideração o preço de venda do combustível em 21 países das Américas do Sul, do Norte e Central.

VEJA TAMBÉM

Saiba aonde a gasolina ficou mais cara na América em 2022

Veja como as novas regras para o ICMS podem causar mudanças nos preços dos combustíveis
Imagem ilustrativa (Foto: Freepik)

O preço registrado no Brasil no mês passado é 9,7% superior ao de janeiro, quando um litro de gasolina custava, em média, R$ 6,63. Aumentos ainda mais severos nos preços foram sentidos pelos proprietários de carros nos EUA (+40,5%) e em Porto Rico (+48,7%), além do já citado Panamá (+65,0%).

publicidade

Em Cuba e na Bolívia, os preços da gasolina ficaram estáveis ao longo do primeiro semestre. No entanto, isso se deve ao fato de que nesses países o governo regula os preços. Colômbia e Equador são os únicos países das Américas onde a gasolina ficou um pouco mais barata (-0,2% e -1,0%, respectivamente).

Atualmente, os uruguaios estão pagando o maior preço pelo litro do combustível – US$ 2,02. Gasolina pelos preços baixos pode ser aproveitada pelos cidadãos da Bolívia (US$ 0,54) e da Colômbia (US$ 0,61).

publicidade

Veja a comparação entre os preços médios em junho de 2022 e janeiro de 2022:

Preços da Gasolina na América
(Fonte: globalpetrolprices.com e Picodi.com)

Saiba quantos litros de gasolina dá para comprar com o salário de cada país

Neste ano, os pesquisadores verificaram a relação entre os preços da gasolina e o salário médio local.

publicidade

Com o salário médio de seus países, os motoristas dos EUA (2.952 litros), Canadá (1.617 litros) e Porto Rico (1.260 litros) são os que podem comprar a maior quantidade de gasolina.

De acordo com os dados mais recentes apresentados pelo IBGE, o salário médio no Brasil é de R$ 2.613 bruto (R$2.353,96 líquido). Isso significa que o salário médio mensal do brasileiro pode comprar 324 litros de gasolina. Comparado com o Índice da Gasolina 2021, o poder de compra do salário médio brasileiro diminuiu significativos 25,7%.

Veja como ficou o índice de gasolina no Brasil nos últimos anos:

publicidade
  • 2019 – 476 litros
  • 2020 – 519 litros
  • 2021 – 436 litros
  • 2022 – 324 litros

No resto do mundo, aumento de preços não é generalizado

Ter recursos substanciais de matérias-primas salvou alguns países do aumento do preço do combustível. Países como Arábia Saudita, Kuwait e Catar não foram afetados pela situação econômica mundial. Os governos de países como Colômbia, Equador e Cazaquistão decidiram congelar ou estabelecer um limite superior para os preços da gasolina.

Em junho de 2022, o menor preço da gasolina foi observado na Argélia (US$ 0,31), no Kuwait (US$ 0,34) e no Irã (US$ 0,35). Hong Kong, por outro lado, destaca-se como o país com o maior preço do combustível por litro (US$ 3) no mundo.

publicidade

No ranking mundial de poder de compra, o pódio pertence aos países do Golfo Pérsico: Catar (5.968 litros), Kuwait (5.578 litros) e Arábia Saudita (4.372 litros).

O país mais pobre nessa comparação é Cuba, onde o salário médio é igual a apenas 27 litros de gasolina.

Veja dicas para dar partida em carro flex no frio
(Foto: Pixabay)
publicidade

A metodologia do estudo

O Índice da Gasolina é um ranking anual da relação entre preços do combustível e salários realizado pelo Picodi.com desde 2019.

O estudo usa os mais recentes dados salariais médios publicados online por escritórios nacionais de estatísticas ou ministérios relevantes. Nos países onde esses dados não são publicados, as estatísticas do Numbeo são usadas.

Os preços médios da gasolina em 102 países no primeiro semestre de 2022 foram retirados do GlobalPetrolPrices.com e de outras fontes locais. A diferença entre os preços de junho e janeiro foi calculada em moedas locais. 

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Para obter a quantidade de litros, dividiu-se o salário líquido médio mensal (obtido de calculadoras salariais locais) pelo preço médio de 1 litro de gasolina. Para a conversão de moeda, foram usados os dados da taxa de câmbio média de junho de 2022 do Google Finance.

O que você achou? Siga @sitegaragem360 no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Paulo Silveira
Paulo SilveiraJornalista com 20 anos de experiência profissional como repórter nas principais redações de jornais do Brasil, como Gazeta Mercantil, Folha SP, Estadão e Jornal do Brasil e em cargos de coordenação, edição e direção. Formado em Jornalismo pela Caśper Líbero.
ASSISTA AGORA
×

Mais veloz que esses carros? Apenas as notícias que traremos até você!

Cadastre-se na nossa newsletter e além de ficar por dentro de todos lançamentos, você também será o primeiro a ser notificado dos nossos testes e outras noticias incríveis por e-mail!
Veja mais ›
Fechar