Ford Ranger a hidrogênio promete ser tão eficiente quanto carro elétrico

Ford Ranger
|Foto: Divulgação/H2X Global

Atualmente, a Ford Ranger vendida no Brasil só pode ser equipada com motor diesel, já que as configurações flex deixaram de ser vendidas há alguns anos. Porém, embora seja relativamente econômico, o diesel polui bastante por ser um combustível derivado do petróleo.

Mas tem uma empresa australiana pretende mudar esse cenário em alguns mercados, já que desenvolveu uma conversão para que a Ranger passe a utilizar hidrogênio como combustível.

Ford Ranger
|Foto: Divulgação/H2X Global

Ford Ranger a hidrogênio

A responsável pelo projeto é a startup H2X Global. Trata-se de uma iniciativa própria e sem nenhuma participação da Ford. Tanto que a picape, ao menos nas fotos divulgadas, trocou o logotipo da marca do oval azul pelo da empresa australiana.

Inicialmente, a ideia era que a Ford Ranger a hidrogênio fosse apenas um veículo para uso interno dos funcionários da H2X Global. Acontece que diversos clientes se interessaram no modelo, o que fez com que a empresa projetasse uma versão de produção da picape.

Dessa forma, as unidades da Ranger com a conversão para o hidrogênio serão entregues aos proprietários em 2022. Porém, a produção será limitada, não ficando disponível para a venda por muito tempo.

Propulsor

Para locomover a picape média, a H2X Global optou pelo uso de um motor elétrico de 95 cv de potência, que é alimentado por células de hidrogênio. Embora não seja um número alto de potência, esse conjunto consegue fazer a Ranger transportar até 1.500 kg de carga.

O cliente pode escolher se terá uma picape cabine simples, cabine dupla e até cabine estendida – sendo que esta última não é oferecida na Ranger vendida no Brasil. Já a tração pode ser 4×2 ou 4×4.

Leia também: Ford Territory 2022 fica mais caro no Brasil; veja preços e conteúdos

A vantagem de utilizar hidrogênio como combustível é que ele não gera nenhum gás poluente. O sistema de escape existe, ao contrário de carro elétrico, mas ele expele apenas vapor d’água.

O preço da Ranger a hidrogênio não foi revelado, nem mesmo a quantidade de unidades que serão fabricadas. No entanto, trata-se de uma solução interessante para veículos mais ecológicos.

Ford Ranger
|Foto: Divulgação/H2X Global

Leo Alves
Leo AlvesJornalista formado na Universidade Metodista de São Paulo e participante do curso livre de Jornalismo Automotivo da Faculdade Cásper Líbero, sou apaixonado por carros desde que me conheço por gente. Já escrevi sobre tecnologia, turismo e futebol, mas o meu coração é impulsionado por motores e quatro rodas (embora goste muito de aviação também). Já estive na mesma sala que Lewis Hamilton, conversei com Rubens Barrichello e entrevistei Christian Fittipaldi.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar