Ford EcoSport 15 anos: relembre a evolução do modelo ao longo do tempo

Galeria 12 de janeiro de 2018 Leo Alves 0

Em janeiro de 2003 o mercado brasileiro presenciou o nascimento da primeira geração do Ford EcoSport. Desde então, o SUV se tornou um grande sucesso da montadora, sendo por cerca de 12 anos o líder absoluto em seu segmento.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Com tanto tempo de mercado, o Ford já está em sua segunda geração, além de ter passado por três reestilizações até aqui – duas em sua primeira versão, e uma na plataforma atual.

Estreia

Fruto do projeto Amazon, o EcoSport apareceu pela primeira vez durante o Salão do Automóvel de 2002. Feito sobre a plataforma do Fiesta, ele era uma aposta da marca para o segmento dos aventureiros. A moda tinha começado em 1999, quando a Fiat lançou a primeira versão da Palio Adventure, que nada mais era que uma Weekend com suspensão elevada, para-choques pretos e quebra-mato.

Porém, em vez de fazer isso em algum outro modelo, a Ford apostou em um projeto novo. Foi assim que nasceu o SUV compacto que abriu as portas para esse segmento no mercado. Inicialmente ele foi lançado em três versões: XL, XLS e XLT. Havia duas opções de motorização, a 1.0 Supercharger (95 cv) e a 1.6 ZeTec Rocam (98 cv).

LEIA MAIS: Boletim técnico: saiba como transportar crianças em veículos sem banco traseiro

Chevrolet Onix fecha mais um ano na ponta; veja os 25 carros mais vendidos em 2017

No ano seguinte surgia a opção 4×4 (4WD), sempre acompanhada pelo motor 2.0 Duratec de 143 cv. Em 2005, a edição especial FreeStyle foi lançada como série limitada. Porém, fez tanto sucesso que acabou se tornando versão de produção. Já a linha 2006 foi a primeira a receber motores bicombustíveis, que começavam a se popularizar. Nessa altura o 1.0 Supercharger já havia saído de linha.

Mudanças

O primeiro facelift do modelo foi em 2007. As principais novidades foram na dianteira, que ganhou novos faróis, grade e para-choque redesenhados. Na traseira a maior novidade era nas lanternas, que adotaram dois elementos circulares.

Por dentro o EcoSport também era atualizado. Principal alvo de reclamações dos proprietários, o painel ganhou novos instrumentos, para facilitar a leitura, além de novas saídas de ar. O isolamento acústico também recebia aprimoramentos para tentar diminuir os ruídos.

Esse visual durou até 2010, quando uma leve mudança foi realizada. A grade ganhava novo desenho, assim como o capô. Esse, por sua vez, passava a exibir o nome do carro. A inspiração da Ford foi nos modelos da Land Rover.

Nova geração

Em 2012 a nova geração foi apresentada oficialmente. Agora um projeto global, o SUV foi completamente refeito. Sua plataforma seguia sendo a do Fiesta, mas agora baseada na da então última geração do hatch.

Seu desenho ficou mais refinado e atualizado com a filosofia da Ford. O modelo também cresceu, ampliando o espaço interno. Os motores seguiam sendo os de 1,6L e de 2,0L.

Esse visual durou até 2017, quando estreou a nova dianteira do modelo. Depois de perder a liderança do segmento para o Honda HR-V, o EcoSport ganhou uma nova grade, faróis redesenhados e um novo interior.

VEJA TAMBÉM: Novo Ford EcoSport vai custar entre R$ 73.900 e R$ 93.990; confira todos os detalhes

Os propulsores também passaram por mudanças. O 1.5 três cilindros estreou no mercado brasileiro justamente no SUV. Com 137 cv, ele substituiu as versões 1.6. Já o 2.0 foi trocado pelo do Focus, que tem injeção direta de combustível. Sua potência é de 176 cv.

Outra mudança foi na transmissão. A automatizada de dupla embreagem Powershift foi tirada de linha. Em seu lugar, entrou uma automática convencional, mas também com seis marchas.

Relembre toda a evolução visual do EcoSport na galeria especial do Garagem360.

 
 
<
>