Essas são as MELHORES estradas do Brasil

Quais são as MELHORES estradas do Brasil? As rodovias desempenham um papel essencial na infraestrutura do país, conectando pessoas e permitindo o transporte de mercadorias de um lugar a outro. 

São comuns os relatos de estradas ruins, mas algumas delas se destacam. A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou o ranking das melhores e piores rodovias do país. O estudo levou em consideração as condições de 11.502 km de malha rodoviária. 

Entre os critérios usados na avaliação estão: sinalização, condições da pavimentação, visibilidade, acostamento, pontes, etc. Vamos ao ranking.

RJ-124 está no topo do ranking das melhores estradas do Brasil - Foto: Foto: Divulgação/ViaLagos

 

RJ-124 está no topo do ranking das melhores estradas do Brasil – Foto: Foto: Divulgação/ViaLagos

 

As 10 melhores estradas do Brasil

1. RJ-124  de Rio Bonito a São Pedro da Aldeia, RJ (concedida) – Além de ser uma rodovia em boas condições e manutenção regular, ainda oferece uma viagem relativamente segura, tranquila e com belas paisagens ao longo do caminho. 

2. SP-270 de Presidente Epitácio a Ourinhos, SP (concedida) – É reconhecida por sua infraestrutura bem planejada e sinalização clara. Ademais, é uma rodovia moderna e bem conservada, capaz de proporcionar uma experiência de condução agradável aos motoristas.

3. SP-225  de Itirapina a Santa Cruz do Rio Pardo, SP (concedida) – Destaca-se por sua qualidade e segurança, assim como conservação. 

4. BR-153  de Aliança do Tocantins a Talismã, TO (concedida) – É uma das mais importantes do Tocantins, reconhecida por sua infraestrutura de alta qualidade e pela manutenção constante. 

5. SP-463 de Ouroeste a Clementina, SP (pública) – A primeira que não possui concessão privada. Ainda assim, se destaca por sua boa qualidade e condições adequadas para o tráfego. 

6. SP-320 de Rubinéia a Mirassol, SP (pública) – Também é uma estrada pública, porém apresenta uma boa infraestrutura e manutenção regular. 

7. BR-080  de Vila Propício a Padre Bernardo, GO (pública) – A BR-080 é uma rodovia bem conservada, com pistas largas e condições adequadas para o tráfego. 

8. SP-191 de Mogi Mirim a São Pedro, SP (concedida) – Reconhecida por sua infraestrutura moderna, a SP-191 oferece uma viagem confortável e segura, com sinalização clara ao longo do caminho.

9. BR-364 de Jataí a São Simão, GO (concedida) – Atravessa uma parte importante do estado de Goiás. 

10. BR-493 de Itaboraí a Itaguaí, RJ (concedida) – A BR-493 é uma rodovia com pavimentação de qualidade e condições adequadas para o tráfego. 

Piores estradas do Brasil

Agora vamos as piores estradas:

 

AM-010

AM

Manaus

Itacoatiara

Pública

PB-400

PB

Cajazeiras

Conceição

Pública

BR-364

AC

Cruzeiro do Sul

Acrelândia

Pública

PE-096

PE

Palmares

Barreiros

Pública

MA-106

MA

Governador Nunes Freire

Alcântara

Pública

PE-126

PE

Palmares

Quipapá

Pública

AC-010

AC

Porto Acre

Rio Branco

Pública

AP-010

AP

Macapá

Mazagão

Pública

PA-263

PA

Goianésia Do Pará

Tucuruí

Pública

BR-174

AM

Presidente Figueiredo

Borba

Pública

AM - 10, em Manaus é considerada a pior rodovia do país - Foto: Correio da Amazônia

 

AM – 10, em Manaus é considerada a pior rodovia do país – Foto: Correio da Amazônia

 

De acordo com a CNT, 67,5% da malha rodoviária pavimentada no Brasil é considerada regular, ruim ou péssima.

Para uma recuperação adequada dessas rodovias, apenas com ações emergenciais de reconstrução, restauração e manutenção são necessários investimentos na casa dos R$ 94,12 bilhões.

Atualmente 628 km de rodovias brasileiras apresentam uma superfície destruída. Além disso é preciso restaurar 39.357 km de rodovias com problemas como buracos, trincas e afundamentos. 

Por fim, outros 62.278 km de rodovias precisam de manutenção. 

 

Porque as estradas com concessão privada são melhores?

Como evidenciado, as cinco melhores estradas do país são de concessão privada.

Em geral, as estradas com concessão (com cobrança de pedágio) oferecem melhores condições de infraestrutura, manutenção e sinalização, o que resulta em uma viagem mais confortável, mas acima de tudo mais segura. 

Além disso, as empresas privadas que administram essas rodovias têm o incentivo financeiro para mantê-las em boas condições. Isso porque dependem da satisfação dos usuários e demais indicativos para obter seu lucro. 

Há mais investimentos em melhorias contínuas, bem como uma maior eficiência na gestão das rodovias. No entanto, é importante ressaltar que nem todas as rodovias com concessão privada são necessariamente melhores em relação às públicas. 

Existem casos em que as rodovias públicas também são bem conservadas e oferecem uma boa experiência de viagem. 

Também é possível evidenciar que a qualidade de uma rodovia pode variar dependendo da região e das condições específicas de cada concessão. 

Entretanto é importante avaliar cada rodovia individualmente, levando em consideração fatores como localização, condições específicas da concessão e feedback dos usuários.

 

Robson QuirinoSou Robson Quirino. Formado em Comunicação Social pelo IESB-Brasília, atuo como Redator/ Jornalista desde 2009 e para o segmento automotivo desde 2019. Gosto de viagens rápidas, mas sonho em viajar em um cosmic car para o espaço sideral.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar