Opinião: 24h de Le Mans foi um verdadeiro show automobilístico

Opinião: 24h de Le Mans foi um verdadeiro show automobilístico

Leo Alves
Do Garagem360

17/06/2019 | 10:46


Atualizada às 10h46

Uma das provas mais importantes do automobilismo, as 24h de Le Mans reuniu 61 carros e 183 pilotos, em quatro categorias diferentes, neste final de semana. Confirmando o favoritismo, a Toyota ficou com as duas primeiras posições com o bólido número 8, que foi comandado por Fernando Alonso,  Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima, e o número sete, guiado por Mike Conway, Kamui Kobayashi e José María López.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Brasil nas 24h de Le Mans 2019

Quarto colocado geral, Bruno Senna — ao lado de Andre Lotterer e Neel Jani no Rebellion R13 — foi o brasileiro com a melhor posição em pista. Porém, se o Brasil não triunfou na categoria principal,  nas demais os pilotos tupiniquins dominaram. Vencedor da LMP2, e sexto colocado geral, André Negrão, juntamente com Pierre Thiriet e Nicolas Lapierre, ficou também com o título mundial da categoria com o seu Alpine 470 da equipe Signatech.

Na GTE Pro, a bordo da Ferrari 488 GTE da equipe AF Corse, o brasileiro Daniel Serra, foi o ganhador da categoria (e o 20º colocado geral), ao lado de Alessandro Pier Guidi e James Calado. 32º colocado geral e vencedor da GTE AM, o brasileiro Felipe Fraga, junto com Jeroen Blueekemolen e Ben Keating, estreou na mítica corrida com o pé direito. Seu triunfo a bordo do Ford GT da Keating Motorsports impressionou, conseguindo um excelente resultado.

Trio feminino

O trio formado pela italiana Manuela Gostner, a suíça Rahel Frey e a dinamarquesa Michelle Gatting também obteve um excelente resultado. As três chegaram em 41º no geral e em 11º lugar na categoria GTE AM. A esperança é que cada vez mais mulheres participem das principais categorias do automobilismo, e que no próximo ano possamos ter mais pilotas nesta prova tão importante para o esporte a motor.

Foto: Divulgação
Da esq. para a dir., Manuela Gostner, Michelle Gatting e Rahel Frey fizeram uma boa prova em Le Mans

Espetáculo

Para quem é fã de automobilismo, as 24h de Le Mans é um prato cheio. É um dos poucos dias em que é possível ver por um dia inteiro uma corrida em alto nível, com grandes competidores disputando curva a curva na pista, enquanto os engenheiros queimam os neurônios pensando nas melhores estratégias.

Há um ditado que diz que Le Mans escolhe seus vencedores. Neste ano, podemos dizer que a pista de La Sarthe fez valer o dito popular. O carro número 7 da Toyota liderou por mais de 23h a prova, com ampla vantagem para seus companheiros de equipe. Entretanto, na hora final, dois furos nos pneus fizeram com que o bólido perdesse a liderança e, consequentemente, a corrida. Sendo assim, a sorte que faltou tantas vezes para Alonso na F1, brilhou para ele conquistar sua segunda vitória na prova.

LEIA MAIS: Aston Martin do filme 007 contra Goldfinger vai a leilão

Chevrolet na ponta: conheça as marcas que mais vendem no Brasil

Muito positivo foi também o desempenho dos brasileiros, que fizeram bonito e subiram no degrau mais alto do pódio em três das quatro categorias. O País pode até não ter um representante na Fórmula 1, mas há muita gente boa em outras categorias, como é o caso do mundial de endurance.