Denatran regulamenta placa do Mercosul para 2017

Serviços 31 de maio de 2016 Leo Alves 0

A partir de 1 de janeiro de 2017, todos os veículos zero quilômetro vendidos no Brasil deverão ser emplacados com as novas placas padronizadas do Mercosul. Pela regulamentação Nº 590 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), assinada no dia 24 de maio, a identificação passa a vigorar para novos emplacamentos, mudanças de município ou para quem desejar alterar as placas.

Neste primeiro momento, os veículos já emplacados não precisam realizar a troca, mas, de acordo com o documento, o objetivo é que até o fim de 2020 toda a frota nacional já esteja rodando com as novas placas, incluindo motos, motonetas, tratores, reboques e qualquer outro veículo que necessite de emplacamento.

Foto: Divulgação
Motos também usarão as novas placas do Mercosul |Foto: Divulgação
Motocicletas também irão adotar as novas placas do Mercosul

Cores e números

As novas placas visam padronizar a identificação dos veículos nos países do Mercosul, algo semelhante ao que já acontece na Europa. Em seu topo será identificado o país de origem, tanto pelo nome como pela bandeira, além do nome do Mercosul. As placas serão sempre brancas, ao contrário do que ocorre atualmente. O que muda são as cores das letras, que variam para uso particular (pretas), comercial (vermelhas), oficial (azul), diplomático (douradas), testes (verde) e de coleção (pratas).

Além disso, o padrão alfa numérico será alterado. Com isso, as placas passarão a ter quatro letras, uma a mais do que atualmente, mantendo os quatro dígitos numéricos. O tamanho, por sua vez, permanece o mesmo (40 cm de comprimento e 13 cm de largura para os carros, e de 20 cm por 17 cm para as motos).