Tags

Notícias

Criador do Ford Mustang, Lee Iacocca morre aos 94 anos

Créditos: Foto: Divulgação

Lee Iacocca, um dos grandes nomes da indústria automobilística americana, morreu na última terça-feira (2) aos 94 anos. Descendente de italianos, ele foi um dos responsáveis pela criação do Ford Mustang, nos anos 1960, e pela recuperação da Chrysler, na década de 1980. Segundo o site da AutoEsporte, ele faleceu em sua casa por conta das complicações do Mal de Parkinson.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Trajetória Lee Iacocca

Iacocca entrou para a indústria automobilística nos anos 1940, após a Segunda Guerra Mundial. Seu primeiro trabalho na Ford foi na área de engenharia, mas ele logo pediu transferência para o setor de vendas, onde atuou por uma década. O sucesso em campanhas de marketing alçaram Lee à vice-presidência da Ford, cargo que assumiu em 1960.

Quatro anos depois, em 1964, ele apresentou ao mundo o Ford Mustang, um de seus maiores sucessos. A consagração do muscle car fez Iacoccca ganhar ainda mais prestígio dentro da companhia, alçando o cargo de CEO do grupo em 1970.

Porém, nem todos gostavam do sucesso do executivo. Henry Ford II, herdeiro da empresa, torcia o nariz para a ascensão de Lee. Após algumas desavenças, o filho de Henry Ford demitiu Iacocca em 1978. Ele deixou a marca do oval azul com um legado impressionante: além do Mustang, ajudou na recuperação da Mercury, e autorizou a criação do Ford Escort e do Lincoln Continental  Mark III.

LEIA MAIS: Safety Car: veja quais são os carros de segurança mais legais do automobilismo

Audi Q8, A7 e e-tron estrelam o longa “Homem-Aranha: Longe de Casa”

Como nem tudo são flores na vida, Lee também foi o responsável pelo desenvolvimento do Ford Pinto. O carro até fez sucesso, mas sofreu com incêndios. Uma falha de projeto, já conhecida pela fabricante desde o lançamento, fazia com que o modelo pegasse fogo após colisões traseiras. Por conta disso, um recall foi anunciado e convocava 1,5 milhão de carros produzidos entre 1971 e 1976.

Era Chrysler

Após a demissão na Ford, Lee Iacocca foi convidado para assumir a presidência da Chrysler. Endividada, a empresa estava ameaçada e o risco de falência era real. O executivo conseguiu organizar as finanças da companhia e a reergueu em apenas sete anos. Em 1983, a Dodge Caravan e sua irmã Plymouth Voyager foram lançadas, sendo as primeiras minivans do grupo americano. Ambas fizeram sucesso e foram copiadas por outras marcas em todo o mundo.

Quatro anos depois, em 1987, Iacocca autorizou a compra da American Motors, que trouxe a Jeep para o grupo Chrysler. O lendário Carrol Shelby foi outro importante aliado da gestão Lee, desenvolvendo versões esportivas e ajudando na criação do Dodge Viper.

Foto: Divulgação
Iacocca minivans
Iacocca apresenta as primeiras minivans da história do grupo Chrysler

Com a missão de salvar a gigante de Detroit concluída, Lee Iacocca deixou o cargo na Chrysler em 1992. Ele passou a se dedicar à Fundação Iacocca, que realiza pesquisas sobre diabetes e tenta prevenir a doença que, inclusive, vitimou sua esposa Mary, em 1983.

Ele até tentou lançar sua própria companhia de carros elétricos, a EV Global Motors, em 1999. Sem sucesso, o ex-executivo passou seus últimos anos se dedicando a ações beneficentes.

Evolução do Mustang

Como homenagem, confira na galeria a evolução do Ford Mustang, uma das principais criações de Lee Iacocca para a indústria.

 

Newsletter

Receba com exclusividade nossos conteúdos e o e-book com dicas para cuidar melhor de seu veículo.