Conheça cinco inimigos da suspensão dos automóveis

Notícias 24 de outubro de 2017 Da Redação, com assessoria 0

O sistema de suspensão automotivo tem o objetivo de absorver impactos do veículo com o solo e manter os pneus em contato com o chão, garantindo a estabilidade do carro. Como ficam “escondidos”, os itens que o compõem acabam sendo esquecidos pelos condutores, gerando um desgaste maior das peças e comprometendo a dirigibilidade do carro.

LEIA MAIS: Peso excessivo pode prejudicar a suspensão do veículo
Conheça todos os componentes do sistema de suspensão

Segundo Fábio Facca, gerente nacional de vendas varejo da Campneus, revendedora Pirelli, o correto é realizar manutenção da suspensão a cada 10.000 km ou quando ouvir ruídos anormais vindo da suspensão, falta de estabilidade e desgastes irregulares nos pneus. O profissional listou  cinco hábitos que diminuem a vida útil do sistema de suspensão do automóvel e, consequentemente, geram prejuízos para o motorista:

1. Transpor buracos e obstáculos (lombadas e valetas) com velocidade acima do recomendado. Isso pode gerar danos imediatos nos componentes.

2. Não fazer revisões periódicas nos componentes da suspensão. No decorrer da utilização do veiculo os componentes da suspensão sofrem desgastes naturais provocados por impactos.

3. Deixar de substituir componentes danificados da suspensão. “Essa atitude pode provocar danos nos demais itens, além de afetar a estabilidade e desgastar os pneus”, afirma Facca.

4. Andar com o veiculo com excesso de peso acima de sua capacidade. Isso diminui a vida útil dos componentes da suspensão.

5. Transitar com o veículo em estradas com piso irregular com frequência. “Os impactos constantes desgastam e exigem mais das suspensões” conta Facca.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *