Testamos: Chevrolet Tracker Premier 1.0 2022 compensa o preço menor?

Chevrolet Tracker Premier 1.0 2022
Os detalhes da versão 1.0 turbo Premier |Foto: Leo Alves/Garagem360

Chegou a vez do Chevrolet Tracker Premier 1.0 2022 passar pela nossa garagem. Por mais que este carro seja branco e bem parecido com o último Tracker avaliado por nós, seu coração é completamente diferente do outro carro. Afinal, trata-se do modelo equipado com o propulsor 1.0 turbo de 116 cv de potência.

Chevrolet Tracker Premier 1.0 2022
Os detalhes da versão 1.0 turbo Premier |Foto: Leo Alves/Garagem360

Chevrolet Tracker Premier 1.0 2022

E esse diferença no conjunto mecânico é considerável, já que o propulsor 1.2 tem 133 cv de potência. Porém, para a minha surpresa, ao entrar pela primeira vez no Tracker 1.0, cheguei a pensar que estava no modelo mais potente. Como eles são praticamente idênticos no visual, precisei recorrer ao documento para ter a certeza que estava na versão com menor cavalaria.

Isso porque achei bom o desempenho do propulsor no carro. Após alguns quilômetros ao volante, principalmente depois de enfrentar algumas subidas, a menor potência ficou em evidência. Mas não achei tão gritante quanto imaginava. Isso mostra o quanto esse motor 1.0 da Chevrolet é bem construído. Afinal, dá e sobra para o novo Onix em suas duas carrocerias e ainda consegue levar bem o Tracker, que é mais pesado.

É bem verdade que o propulsor teve os problemas dos incêndios em algumas unidades do Onix Plus, mas o caso foi rapidamente solucionado pela marca da gravata dourada.

Ao volante

Como mencionei, a menor cavalaria do motor de 1 litro não causou tanta estranheza. Mesmo menos potente, o Tracker 1.0 continua tendo as mesmas boas qualidades ao volante do modelo mais completo. Seu acerto de suspensão é confortável, mas não deixa a carroceria inclinar muito nas curvas. Está dentro do padrão. O câmbio, que é um automático de seis marchas, forma uma boa dupla com o propulsor, e a direção é precisa e leve, embora seja bastante anestesiada por não transmitir muitas sensações da estrada para o motorista.

Os detalhes da versão 1.0 turbo Premier |Foto: Leo Alves/Garagem360

Porém, o foco desse carro é ser espaçoso e confortável para famílias. E ele faz isso, de certa forma, já que oferece um bom espaço interno e tem porta-malas de 393 litros, que não é o maior da categoria, mas atende bem.

Vale a economia?

Segundo o site da marca, o Chevrolet Tracker Premier 1.0 2022 custa quase R$ 10 mil a menos que o modelo 1.2. Porém, apenas o mais potente pode ter o teto solar panorâmico. No entanto, os demais equipamentos são basicamente os mesmos. Isso inclui os seis airbags, faróis de LED, as mesmas rodas de 17 polegadas, o sistema de frenagem de emergência e a central multimídia MyLink de 8 polegadas com Wi-Fi e espelhamento sem fio dos smartphones, que é uma das novidades da linha 2022.

Dessa forma, se o teto solar e os 20 cv a mais de potência não são tão relevantes assim, o modelo de 1 litro pode ser uma boa opção. A lista de equipamentos é tão recheada quanto o mais potente, sem contar que o espaço interno e porta-malas é o mesmo.

Mas vale a mesma ressalva do Onix RS que fiz na avaliação dele. O Tracker, em todas as versões, tem enfrentado problemas com a produção. Por isso, caso esteja interessado no modelo, saiba que a fabricação só deve ser normalizada em meados de agosto.

Ficha técnica Chevrolet Tracker Premier 1.0 2022
Motor1,0l turbo 12V com injeção convencional de combustível
Potência/Torque116 cv (E/G) a 5.500 rpm - 16,8 kgfm (E)/ 16,3 kgfm (G) a 2 mil rpm
TransmissãoAutomática de seis marchas
SuspensãoMcPherson (dianteira) e eixo de torção (traseira)
ConsumoUrbano: 8,2 km/l (E) e 11,9 km/l (G) - Rodoviário: 9,6 km/l (E) e 13,7 km/l (G)
Roda e Pneus215/55 R17
FreiosDisco ventilado (dianteiro) e tambor (traseiro) com ABS e EBD
Peso1.248 kg
Dimensão4,27 m (c) x 1,79 m (l) x 1,62 m (a); entre-eixos de 2,57 m
CapacidadePorta-malas com 393 litros / tanque de combustível de 44 litros
PreçoR$ 122.850
Avaliação Chevrolet Tracker Premier 1.0 2022
Conjunto mecânico
Espaço interno
Tecnologia
Conectividade
Acabamento
Impressões ao volante
Vale a pena comprar?
Leo Alves
Leo AlvesJornalista formado na Universidade Metodista de São Paulo e participante do curso livre de Jornalismo Automotivo da Faculdade Cásper Líbero, sou apaixonado por carros desde que me conheço por gente. Já escrevi sobre tecnologia, turismo e futebol, mas o meu coração é impulsionado por motores e quatro rodas (embora goste muito de aviação também). Já estive na mesma sala que Lewis Hamilton, conversei com Rubens Barrichello e entrevistei Christian Fittipaldi.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar