Brasil pode ter carros elétricos por menos de R$ 100 mil? 

É possível ter carros elétricos por menos de R$ 100? Sim, e pelo andar da carruagem será um modelo chinês. Com o mercado brasileiro cada vez mais receptivo para os eletrificados, as empresas chinesas estão promovendo uma disputa cada vez mais acirrada, mas e as montadoras tradicionais? Vão ficar de braços cruzados. 

Chery icar
Será que o Chery iCar vai entrar no grupo dos carros elétricos por menos de R$ 100 mil?

Chinesas encabeçam corrida por carros elétricos por menos de R$ 100 mil

Atualmente o carro elétrico mais barato é o Chery iCar e o Jac E-JS1, mas ambos são importados. Chery, por exemplo, até possui uma fábrica em Jacareí, mas o único carro 100% elétrico da marca, o iCar, é importado da China. 

A Jac também importa o E-JS1, porém afirmou em 2022 que vai aproveitar a onda e trazer apenas apenas carros elétricos para o país. Recentemente, a montadora anunciou a chegada do Yiwei 3 para competir com o BYD Dolphin, no entanto também não deve ser fabricado aqui. 

VEJA TAMBÉM

Ocorre que para ter um preço competitivo é preciso que o veículo seja produzido no país. Embora haja uma tributação menor para os importados elétricos, carros fabricados em território nacional apresentam uma série de incentivos. Ou seja, empresas instaladas aqui tendem a ter preços melhores. 

BYD na ponta 

E é aí que está o pulo do gato. Não é de hoje que as marcas chinesas veem o mercado brasileiro com bons olhos e pretendem produzir eletrificados para garantir uma melhor competitividade. Prova disso, são as duas gigantes que estão se instalando aqui. Começando pela BYD, que está desenvolvendo seu maior polo fabril fora do país asiático. 

A fábrica em Camaçari – BA será apenas uma das três que vão produzir carros de passeio, ônibus e baterias para o Brasil e possivelmente para América Latina. E é ela que possivelmente terá o carro abaixo dos R$ 100 mil. 

Isso porque a BYD lançou recentemente o Dolphin por R$ 150 mil. O hatch está se mostrando um sucesso de vendas com 3 mil unidades vendidas em apenas um mês. Também anunciou o Seagull, um hatch menor e mais barato, que na China é vendido pelo equivalente a R$ 58 mil na conversão direta. 

Seagull
O BYD Seagull pode ser o primeiro carro elétrico 0 km por menos de R$ 100 mil. Foto: Divulgação

Você vai gostar: Depois do E-JS1 JAC lançará novo carro elétrico mais barato do Brasil

Além dela, a GWM também está se instalando no país, mais precisamente em Iracemápolis (SP), cuja inauguração está prevista para o dia 1° de maio de 2024. Na unidade já estão confirmados o Haval H6 e a picape Poer. A marca também já começou a pré venda do GWM Ora 03, hatch 100% elétrico para fazer frente ao BYD Dolphin. 

Empresas ocidentais vão ficar para trás?

As empresas tradicionais do ocidente parecem estar alheias ao avanço das chinesas. A Volkswagen, por exemplo só trouxe o ID.4 e ainda no plano de mensalidade por R$ 10 mil mensais. A Chevrolet trouxe o Bolt, mas já está sendo descontinuado nos EUA. 

O único aceno foi a redução do preço do Peugeot e-208 GT. O elétrico custa agora R$ 229.000, mas ainda está longe dos R$ 100 mil. Carros nessa faixa de preço ainda não são o ideal para o brasileiro, porém já é um começo.

Robson QuirinoSou Robson Quirino. Formado em Comunicação Social pelo IESB-Brasília, atuo como Redator/ Jornalista desde 2009 e para o segmento automotivo desde 2019. Gosto de viagens rápidas, mas sonho em viajar em um cosmic car para o espaço sideral.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar