Artigo: Universo dos eSports começa a ganhar espaço na F1 e no automobilismo

Artigo 29 de janeiro de 2019 Da Redação 0


Os torneios de jogos eletrônicos profissionais, também chamados de eSports, já ganharam o mundo do entretenimento. No entanto, os games voltados para o automobilismo ainda buscam espaço neste cenário competitivo. Por conta da iniciativa recente, os jogos de corrida ainda são poucos conhecidos, e dependem de um maior investimento. A Fórmula 1, por exemplo, tem feito forte campanha para buscar essa audiência.

LEIA MAIS: Memória: há 10 anos, Brawn GP surgia das cinzas para dominar a F1

Relembre a carreira de Michael Schumacher

Desde 2017, em parceria com a produtora de games Codemasters, a Liberty Media, dona da categoria, começou a organizar a F1 eSports Series. O torneio funciona como um Mundial de Fórmula 1 dos jogos eletrônicos. Apesar de recente, a disputa já conta com mais de 18 competidores, divididos em nove equipes diferentes. A disputa acontece em regras bem parecidas com as corridas reais, mas com as disputas realizadas em simuladores.

Outro destaque do torneio virtual é o alto valor da premiação. Segundo o portal Voxel, o campeão Brendon Leigh levou para casa, em 2018, cerca de US$ 200 mil. Um valor que mostra o tamanho do investimento que a Fórmula 1 busca realizar nos eSports. Além disso, os índices de audiência da disputa também foram positivos, atingindo mais de 4 milhões de espectadores.

Porém, não é só a F1 que investe pesado nos eSports. No mundo das duas rodas, na MotoGP, os jogos eletrônicos também estão ganhando força. No ano passado, a organização da maior competição de motos do mundo realizou o MotoGP eSports Championship. O piloto virtual italiano Lorenzo Doretti foi o campeão, levando como prêmio não dinheiro, mas sim uma BMW M240i, que custa mais de R$ 250 mil.

Crescimento dos eSports

As atenções das duas maiores competições de automobilismo nos eSports têm uma justificativa simples. O mundo dos jogos eletrônicos se tornou um dos maiores mercados do entretenimento, com diferentes empresas realizando investimentos na área. Por isso, tanto a F1 como a MotoGP não poderiam ficar de fora.

No Brasil, a emissora SporTV já entendeu essa mudança e está investindo na cobertura dos torneios profissionais de games. Responsável pela transmissão da própria Fórmula 1, ela acabou criando o canal e-SporTV, que é transmitido via internet e entrega notícias diárias sobre diferentes jogos, como Counter-Strike: Global Offensive ou League of Legends. Não seria estranho se no futuro a emissora também desse espaço para as corridas virtuais.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Outro setor que deve começar a aumentar o interesse nos eSports é o de apostas online. Atualmente, estes portais costumam seguir as principais tendências do público de esportes. Por exemplo, o portal da Betfair Brasil possui milhares de usuários ativos, principalmente pelas inovações que entrega nas apostas. Atualmente, o site possui categorias dedicadas aos principais campeonatos de automobilismo, como F1 e MotoGP. Não seria surpresa se, futuramente, o site adicionasse competições de videogames, na tentativa de aproximar o interesse desses dois públicos.

Segundo dados de pesquisa da NewZoo, essas competições conseguiram movimentar mais de US$ 900 milhões em 2018. Além disso, existe uma expectativa de que nos próximos três anos este número chegue perto dos US$ 2 bilhões. Um mercado forte, lucrativo e que segue as inovações tecnológicas.

O automobilismo não pode ficar de fora deste cenário, já que isso também pode agregar na audiência das competições reais. Recentemente, tanto a MotoGP quanto a F1 começaram a investir em melhores interações nas redes sociais, com o objetivo de aumentar o público. Os eSports devem ser o próximo passo, que as duas organizações já começaram a dar.

Já que o assunto é a Fórmula 1, confira na galeria alguns dos carros mais históricos da categoria.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *