Alunos desenvolvem projetos de veículos visando necessidade global

Notícias 14 de dezembro de 2015 Maria Beatriz Vaccari 0

Trabalhos foram apresentados pelos formandos de engenharia da FEI na 56º Expo MecAut

Os formandos do curso de Engenharia Mecânica Automobilística da FEI apresentaram ao público na última quinta-feira, dia 10 de dezembro, durante a 56ª Expo MecAut, evento bianual onde eles defendem seus trabalhos de conclusão de curso, seis projetos de veículos que buscam atender as necessidades globais de melhoria em eficiência energética.

“Nossa proposta atual é incentivar os alunos a desenvolverem projetos que, além das inovações tecnológicas, ofereçam alto grau de eficiência, combinando os melhores aproveitamentos no transporte e energético do meio ambiente”, explica Edson Esteves, professor da disciplina de Mecânica Automobilística e coordenador da Expo MecAut.

Um dos grandes destaques do evento foi o Wheeli, veículo híbrido com dois motores: um elétrico e um de combustão interna com transmissão automática, que reduz o consumo de energia. Diferentemente dos modelos elétricos atuais, suas baterias são recarregadas durante a operação. Quando a carga se esgota, o carro usa poucas quantidades de combustível para funcionar (R$ 0,12/km de gasolina e R$ 0,11/km a etanol).

O LEV (Lightweight Electric Vehicle) foi outro trabalho dos estudantes que chamou a atenção. Desenvolvido para operar em grandes centros urbanos, ele conta com um trem de força híbrido que proporciona 120 quilômetros de condução. Tudo isso, livre de emissões.

Outras atrações foram o Quiron, caminhão semipesado equipado com sistema de reaproveitamento de energia a partir dos gases de escape, e o T-Adex, que busca melhor desempenho por meio de inovações nos sistemas de ar e escapamento.

Voltado para o segmento de utilitários compactos, o XTR traz motor de três cilindros e alternativas para redução de peso. O Xavante, por sua vez, é um híbrido que combina motor a combustão com a ação de um sistema de auxílio hidráulico.

Nenhum comentário até agora.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *