Aeronaves elétricas: Uber faz parceria com arquitetos para desenvolver “aeroportos” sustentáveis

Aero 11 de maio de 2018 Da Redação, com assessoria 0

No II Encontro Anual Uber Elevate, seis empresas líderes de arquitetura e engenharia apresentaram os primeiros projetos para os uberAIR Skyports — como serão chamados os locais de decolagem e pouso para aeronaves elétricas eVTOL —, serviço de aviões da Uber. Esses projetos conceituais marcaram os primeiros passos para a criação de uma infraestrutura para operação do uberAIR em escala, dentro e ao redor das cidades.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

A partir da avaliação de dezenas de propostas, foram selecionados seis conceitos que demonstram um alto grau de realismo e viabilidade técnica. Os finalistas são: Gannett Fleming, BOKA Powell, Humphreys & Partners Architects, Pickard Chilton trabalhando com Arup, Corgan e The Beck Group.

Os Skyports serão projetados para suportar pouso e decolagem do uberAIR em locais movimentados, como um estádio ou um teatro. Os conceitos devem suportar o transporte de mais de 4.000 passageiros por hora em uma área de 3 acres e devem atender às exigências ambientais e de ruído. Além de garantir que os VTOLS 100% elétricos sejam capazes de fazer recargas entre as viagens com menor impacto possível nas comunidades próximas.

Conheça os seis projetos finalistas:

Gannett Fleming – “The PAW”

Inspirado pela natureza, o conceito da Gannett Fleming inclui plataformas de pouso semelhantes a uma pata. O projeto suportaria 52 eVTOLS por hora, por módulo, em uma estrutura escalável que poderia viabilizar mais de 600 chegadas e partidas e 4.000 pessoas por hora até 2028.

O projeto usa robôs para girar as aeronaves eVTOL em 180 graus em seus módulos de estacionamento, posicionando-as para taxiar para decolagem imediata. Tendo a sustentabilidade em mente, o Skyport inclui receptores fotovoltaicos e concreto transparente para permitir a recarga solar, e paredes sólidas com defletores acústicos para permitir a passagem do vento e minimizar os impactos de ruídos.

Pickard Chilton e Arup – “Sky Tower”

O projeto da Pickard Chilton e Arup é estimulado pela função, criando uma forma que apoiaria, aumentaria e talvez “elevasse” a marca Uber. Um único módulo permite 180 pousos e decolagens por hora, acomodando 1800 passageiros em momentos de pico, a cada hora, por módulo. Os módulos podem ser combinados vertical e horizontalmente para permitir que o Skyport se adapte à paisagem da cidade.

 Corgan – “CONNECT”

 O CONNECT da Corgan é um conceito futurista de Mega Skyport, projetado para corrigir o modo como estradas e rodovias dividiram as cidades modernas. O projeto do Skyport pode comportar 1000 pousos por hora.

O projeto da Corgan está sincronizado com as redes de estradas implantadas para redirecionar a infraestrutura existente e familiar. E assim criar novas artérias de deslocamento que podem comportar a taxa de tráfego mais alta necessária para a adoção em massa.

Ao unir as divisões que as rodovias deixaram na malha urbana, o CONNECT busca reconectar as comunidades e proporcionar uma oportunidade comercial e social para os bairros. Ao mesmo tempo em que proporciona maior acesso ao transporte aéreo urbano.

Humphreys & Partners – “Uber Hover”

 O conceito de Skyport da Humphreys & Partners é baseado em um modelo de colmeia prototípica. Semelhante aos padrões de voo da abelha, de e para uma colmeia, as aeronaves replicam a mesma função, mostrando várias portas de entrada e operação. O projeto acomoda 900 passageiros por nível, por hora, e utiliza materiais sustentáveis para criar um ecossistema que produz a própria energia e retribui para a área circundante.

The Beck Group – “The Hive”

O Skyport do Beck Group tem como inspiração os hubs de transporte do passado e a beleza da forma hexagonal encontrada nas colmeias criadas pelas abelhas. Os eVTOLs, assim como as abelhas, voam para longe da colmeia e retornam em um ciclo de atividade sem fim. A forma é flexível e escalável para acomodar 150 decolagens e pousos por hora, e pode ser dimensionada para até 1.000 viagens por hora.

BOKA Powell – “Protótipo Skyport”

O Skyport da BOKA Powell se inspira na dinâmica do voo e pode acomodar 1.000 decolagens e pousos. A estrutura é flexível e permite uma reversão da operação para se ajustar à mudança de vento e pode suportar um tempo médio de decolagem inferior a 3 minutos.

Leia mais: 
Chemtrails: a teoria da conspiração por trás dos rastros deixados no céu pelos aviões
Carros voadores, entenda porque eles ainda estão distantes de nós

Veja também alguns protótipos de carros voadores que já estão sendo testados ao redor do mundo: