Acidentes e mortes com motos aumentaram na pandemia

Acidentes e mortes com motos
Veja os números dos acidentes e mortes com motos na pandemia. Foto: R7

De acordo com dados órgãos e associações, o número de acidentes e mortes com motos aumentam conforme há mais motociclista no país. Além disso, uma alta dos casos foi registrada desde o início da pandemia, em março do ano passado. Veja!

Acidentes e mortes com motos
Foto: reprodução

Acidentes e mortes com moto cresceram mais de 45% e 13%, respectivamente

Conforme dados recentes do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o Brasil tem, atualmente, 33,8 milhões de motociclistas. Mas, alguns outros órgãos, além de associações fizeram levantamentos que as motociclistas vêm ficando cada vez mais sujeitos a acidentes e mortes.

Por exemplo, de acordo com o Detran – SP entre 24 de março a 30 de abril de 2020 (primeiro momento da pandemia da Covid-19), os acidentes de trânsito diminuíram 41% no geral na capital paulista.

Por outro lado, acidentes e mortes envolvendo de motociclistas aumentaram neste mesmo período acima. Assim, dados do Infosiga SP (sistema do Governo do Estado gerenciado pelo programa Respeito à Vida do Detran paulista) , revelam que acidentes com motociclistas cresceram 45,5%. Neste caso, entre o período de abril de 2020 e junho de 2021. Ou seja, foi de 4.877 casos para 7.097.

Além disso, no mesmo período citado, as mortes também subiram em 13,5%. Assim, de 133 para 151.

Foto: Denatran

Acidentes com motocicletas cresceram, enquanto ocorrências gerais caíram

Com isso, percebemos que enquanto o número de acidentes gerais reduziu na pandemia, acidentes e mortes com motos cresceram significativamente.

De acordo com alguns estudos, parece que o fato de, no início da pandemia, ter menos gente na rua, aumentou a demanda por serviços de entrega realizados por motoboys, por exemplo. Dessa forma. a pressão pela agilidade teria vindo de dois lados (de quem produz e de quem comprou). Assim, um dos motivos prováveis para o aumento dos acidentes e até de óbitos de motociclistas.

Foto: Detran SP

 

Aproveite e confira as dicas do Garagem360 para guiar a moto com segurança!

Muitos brasileiros preferem as motocicletas há anos

Por outro lado, o aumento no número de motos não se deve apenas à pandemia. Por exemplo, um estudo de setembro de 2020 da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) apontou que de e 2009 a 2019, o número de motociclistas cresceu 54,2% no Brasil.

Com isso, concluiu-se que quase metade dos motoristas do Brasil são motociclistas. Ao todo, os motociclistas representam 44,7% do total de pessoas com CNH no país.

Vale ressaltar que os fatores que levam as motos serem preferidas aos carros são: os custos de aquisição, do combustível e da manutenção. Além disso, a precarização do transporte público na maioria das regiões do país também leva muitos motoristas optarem pela moto.

De acordo com Abraciclo, o perfil socioeconômico de quem prefere as motos também mudou. A maioria das pessoas que adquiriu uma moto, nos últimos anos, desembolsou valores que permitiriam a compra de um automóvel.

Erica Franco
Erica FrancoJornalista por formação, com mais de 15 anos de experiência em redação em geral. Passagens pelo caderno Máquina e Moto Máquina do jornal Agora São Paulo, Folha online, Jovem Pan, Uol, Mil Milhas, Revista e site Consumidor Moderno, Portal No Varejo, entre outros. Agora editora do site Garagem360!
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
Fechar